3 Novembro 2020      10:06

Está aqui

Ourique: firma-se acordo sobre a gestão da albufeira do Monte da Rocha

A Águas Públicas do Alentejo e a Associação de Regantes e Beneficiários de Campilhas e Alto Sado (ARBCAS) anunciaram um acordo sobre a comparticipação de ambas na gestão da albufeira do Monte da Rocha, no concelho de Ourique.

Francisco Narciso, presidente do conselho de administração da Águas Públicas do Alentejo (AgdA), afirmou à Lusa que o acordo alcançado com a associação sediada em Alvalade, no concelho de Santiago do Cacém, “põe termo a um contencioso de nove anos em torno do valor da comparticipação nos encargos com a albufeira do Monte da Rocha”.

O presidente adiantou ainda que “a divergência que havia era relativamente ao valor que caberia à parte urbana, digamos assim, na comparticipação das despesas com o empreendimento”, acrescentando tratar-se de um montante que “ultrapassa os 200 mil euros”.

Já Ilídio Martins, diretor-adjunto da ARBCAS, explicou que o diferendo se arrastava “desde 2011”, tendo que ver “com a utilização da albufeira do Monte da Rocha por parte da associação e da AgdA”.

O responsável acrescentou que “aquela estrutura tem um conjunto de encargos que têm de ser comparticipados por todas as entidades que a utilizam e, até agora, só a ARBCAS é que as comparticipava. Mas agora chegou-se a um acordo em que a AgdA regulariza os encargos que têm sido assumidos pela associação desde 2011 até ao momento”.

Ambos os gestores reconheceram que este desfecho possibilita, em simultâneo, o aprofundamento da cooperação entre ambas as entidades em diversos projetos. “Estamos a falar de projetos na área da produção de energia” ou da “qualidade da água”, revelou Francisco Narciso.

“Havendo um diferendo, dificilmente se fazem parcerias com entidades com quem estamos em conflito. Tudo isso pode agora ser feito, uma vez que chegámos a este entendimento”, concluiu Ilídio Martins.

Recorde-se que a albufeira do Monte da Rocha, situada no concelho de Ourique, foi inaugurada em 11 de junho de 1972, sendo a primeira das obras da segunda fase do plano de rega do Alentejo a ser iniciada e concluída. A água desta albufeira tem como uso principal a rega, beneficiando diretamente uma área de 3.683 hectares. Em 2020, a campanha de rega a partir desta albufeira foi cancelada devido à seca.

Além da agricultura, a água do Monte da Rocha tem como usos secundários o abastecimento público, o abastecimento industrial e as atividades recreativas.

 

Fotografia de diariodoalentejo.pt

CAPTCHA
Image CAPTCHA
Escreva o caracteres que vê na imagem do lado direito.