29 Novembro 2020      09:59

Está aqui

OCDE revela: Alentejo é a região portuguesa com menos capacidade de teletrabalho

Um estudo, realizado por economistas da Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Económico (OCDE), refere que em Portugal cerca de um terço dos postos de trabalho são compatíveis com o teletrabalho, colocando-nos à frente dos Estados Unidos e da Itália. A nível interno, o Alentejo é a região nacional com menos capacidade nesta área.

Após o choque inicial da pandemia, em março, e que obrigou muitos trabalhadores e empresas a esta adaptação forçada numa nova forma de trabalho, o teletrabalho voltou a ser, neste estado de emergência, obrigatório nos concelhos com risco elevado ou superior.

A OCDE revela que cerca de 33,9% dos postos de trabalho nacionais são compatíveis com o trabalho remoto e, é em Lisboa que que o teletrabalho atinge o seu maior potencial nacional, com 42,3% dos postos de trabalho. A Norte o número baixa para 30,5% enquanto o Centro apresenta 31,1% e o Algarve 30,4%. Nas ilhas, os Açores apresentam 30,2% e a Madeira 32,3%. O Alentejo é a única região portuguesa abaixo dos 30% com uma taxa de potencial de teletrabalho 29,3%.

Apesar de ser a obrigatoriedade de teletrabalho ter força de lei neste Estado de emergência, há muitas empresas onde o teletrabalho é possível que seguiram esta lei. Um inquérito do Ministério do Trabalho identificou uma média de apenas 20% dos trabalhadores das empresas inquiridas em funções em teletrabalho, uma percentagem que obrigou a Autoridade para as Condições do Trabalho (ACT) a fazer um aviso a 400 mil empresas e a realizar ações de fiscalização

O estudo da OCDE mostra ainda que, a nível internacional, os 33,9% de Portugal seguem em linha com a média verificada nos países estudados, sendo que nenhum atinge a barreira dos 50%. O Luxemburgo é o país mais próximo desta marca e as capitais do Reino Unido e Suécia, Londres como Estocolmo, respetivamente, têm mais de 50% dos empregos que podem ser transformados em teletrabalho.

Entre países com menos potencial de fazer esta passagem a teletrabalho estão: a Turquia, a Eslováquia, a Roménia e a Espanha.

 

Imagem de escolas.aglousa.com

CAPTCHA
Image CAPTCHA
Escreva o caracteres que vê na imagem do lado direito.