9 Fevereiro 2017      16:48

Está aqui

NILZA DE SENA CRÍTICA "RETROCESSO" DO ESTADO DE DIREITO NA ROMÉNIA

Nilza de Sena (PSD), deputada eleita pelo Baixo Alentejo e Presidente da Comissão de Assuntos Económicos, Ciência, Tecnologia e Ambiente da Organização para a Segurança e Cooperação na Europa (OSCE), criticou duramente o recente decreto do governo romeno que descriminaliza abuso de poder e conflitos de interesses.
 
Para Nilza de Sena "o decreto emitido pelas autoridades em Bucareste representa um retrocesso para o estado de direito na Roménia, minando o progresso feito pela justiça romena no combate à corrupção", e deve ser revogado.
 
O decreto adotado pelo governo romeno, justificado como uma medida para evitar o superlotação das prisões, levou a algumas das maiores manifestações de rua na Roménia desde a queda do comunismo, em 1989 e serve, segundo a oposição romena, para proteger membros do partido no poder e evitar a sua prisão por corrupção.
 
Sena foi eleita Presidente da Comissão de Assuntos Económicos, Ciência, Tecnologia e Ambiente da Organização para a Segurança e Cooperação na Europa (OSCE) Sessão Anual de Tbilisi, em 4 de Julho de 2016.
 
Imagem de capa da oscepa.org

 

CAPTCHA
Image CAPTCHA
Escreva o caracteres que vê na imagem do lado direito.