3 Abril 2019      17:51

Está aqui

Mercado integrado do gás elimina barreiras, ajuda as renováveis e garante independência energética da UE

Carlos Zorrinho defende que mercado integrado do gás é uma pedra angular para o reforço da União da Energia.

“A criação do mercado integrado do gás é uma pedra angular do projeto da UE que visa criar uma União da Energia” afirmou Carlos Zorrinho hoje ao intervir no ponto da ordem de trabalhos sobre o relatório Buzek relativo a regras comuns para o mercado interno do gás natural.

De acordo com o Eurodeputado socialista, “o presente relatório vem dar mais um passo no processo de reforço da União da Energia na medida em que visa eliminar as barreiras que dificultam o comércio transfronteiriço de eletricidade, tornando as regras atualmente aplicáveis aos gasodutos no interior da UE igualmente aplicáveis aos gasodutos de e para países terceiros”.

Na sessão plenária de Bruxelas, Zorrinho considerou também que “as novas regras reforçarão também as condições para dar suporte ao mercado de energias renováveis entre os Estados-Membros, contribuindo para se atingir a meta de 32% de energia proveniente de fontes renováveis a nível da União em 2030”.

“A independência energética no quadro de um mercado fluido, é fundamental para a competitividade e a segurança da União Europeia. Mas a independência deve criar condições para a interdependência e para a justa troca comercial, propiciando a paz e a boa relação entre os povos”, defendeu, por outro lado, Carlos Zorrinho.

A concluir a sua intervenção, o Eurodeputado socialista lembrou ainda que “no sentido de contribuir para completar a União da Energia”, enquanto relator do parecer sobre o gás natural liquefeito propôs “a instalação de uma estação de combustível para as rotas transatlânticas de gás natural liquefeito nos Açores”, e como relator sombra da governação da União da Energia propôs e defendeu “as metas de interconexão de energética fundamentais para o bom funcionamento do mercado e para a estratégia de energia em Portugal”. Terminou dizendo ser “preciso dar ‘gás’ a esta diretiva e a estas medidas”.

 

 Siga o Tribuna Alentejo no  e no Junte-se ao Fórum Tribuna Alentejo e saiba tudo em primeira mão

 

 

 

CAPTCHA
Image CAPTCHA
Escreva o caracteres que vê na imagem do lado direito.