22 Janeiro 2018      14:01

Está aqui

MEDIATISMO PERIGOSO

Na sequência da estreia do programa “Super Nanny”, muitas têm sido as críticas de vários sectores, tendo existido inclusivamente pronúncia da comissão de protecção de crianças e jovens em risco de Loures.

Não sendo a psicologia a minha área, a opinião que aqui darei será pessoal e, de modo nenhum, profissional.

Segundo a apresentação do programa, o objectivo será educar ou mudar a forma de educação de crianças com comportamentos cujos pais não conseguem controlar.

Surge então uma psicóloga que visita a criança em casa e expõe todas as suas fragilidades para quem esteja a ver o programa.

Não me querendo debruçar sobre o profissionalismo e a competência da Psicóloga que apresenta o programa, parece-me chocante que a mesma concorde em expor assim os seus pacientes.

Como serão as crianças em causa recebidas pelos colegas da escola no dia seguinte ao programa? Como irão elas reagir a esta exposição negativa de comportamentos que deveriam ser analisados e acompanhados por profissionais nos consultórios existentes para o efeito?

Ninguém coloca em causa a preocupação dos pais com os seus filhos e a tentativa de ajudar no seu crescimento. No entanto, a partir do momento em que colocam à disposição de quem queira ver a imagem dos seus filhos tendo comportamentos negativos e ainda recebem mil euros por isso, não será o próprio comportamento deles que deverá ser alvo de análise?

Não deveriam os próprios profissionais alertar para os riscos que esta exposição poderá ter para os seus filhos e para a sua família?

Numa sociedade em que o acesso à informação é constante e os reality shows invadem os canais televisivos, é muito fácil cair na tentação de criar, ou neste caso, imitar formatos de programas em que o acompanhamento de uma pessoa no seu quotidiano é o foco principal.

Pessoalmente, nos adultos já considero este tipo de exposição completamente invasiva. No entanto, estamos a falar de adultos com vontade própria e conhecimento das consequências da exposição mediática.

No caso de crianças, se a exposição em programas onde mostram as suas capacidades pode ser um risco, o que dizer neste caso da “Super Nanny”?

Tendo existido autorização dos pais para o efeito, legalmente não há muito que possa ser feito para impedir o programa de passar no entanto, isso não nos deve impedir de pensar no que está a ser feito a estas crianças.

Imagem de capa de rr.sapo.pt

 

CAPTCHA
Image CAPTCHA
Escreva o caracteres que vê na imagem do lado direito.