10 Janeiro 2019      10:21

Está aqui

Massa de ar polar leva Alentejo a preparar-se para "pico de gripe"

Os hospitais e centros de saúde do Alentejo têm os planos de contingência de inverno ativados, com a eminência de atingir o pico da gripe nas próximas duas semanas. E quem recorreu aos serviços de urgência já lidou com longas esperas, embora a Direcção Regional de Saúde considere que a afluência às urgências ainda se pode considerar normal para a época.

Para enfrentar as temperaturas baixas e o pico de gripe o Departamento de Saúde Pública da Administração Regional de Saúde (ARS) do Alentejo procedeu ao alargamento do horário das consultas nos centros de saúde. Contudo a ARS está a alertar as pessoas para a necessidade de evitar a ida imediata às urgências por causa de sintomas de gripe, mas para contactarem antes a linha Saúde 24, que lhes dará apoio e as encaminhará devidamente, evitando a sobrecarga nos serviços de urgências.

O mesmo descreve a situação abrangida pela Unidade Local de Saúde do Norte Alentejano (ULSNA ), que se prepara para reforçar o sistema de recursos humanos, "assim que se justifique" e na área abrangida pela Unidade Local de Saúde do Litoral Alentejano (ULSLA), que teme não ter enfermeiros e pessoal de apoio em quantidade suficiente. No Baixo Alentejo espera-se que o pico da gripe chegue nos próximos dias e a ULSBA diz-se preparada para responder a maior afluência às urgências.

 

Siga o Tribuna Alentejo no  e no Junte-se ao Fórum Tribuna Alentejo e saiba tudo em primeira mão

 

 

 

 

CAPTCHA
Image CAPTCHA
Escreva o caracteres que vê na imagem do lado direito.