24 Abril 2019      13:48

Está aqui

Margarida, a professora imprevisível, autoritária, sádica e maternal, dá aulas em Santiago do Cacém

A professora Dona Margarida vai dar a sua primeira aula a uma turma do quarto ano, que são os próprios espetadores. A Dona Margarida é imprevisível, autoritária, sádica e maternal, ela dá uma verdadeira anti-aula, demonstrando que, “às crianças”, só resta obedecer, serem inexpressivas, impotentes e não terem nada a dizer. Dona Margarida retrata os regimes totalitários que se multiplicam neste século XXI.

A Câmara Municipal de Santiago do Cacém e a Associação Juvenil Amigos do GATO (AJAGATO), através do Projeto EmCena, apresentam a peça Apareceu a Margarida de Roberto Athayde, pela Companhia de Teatro BAAL 17. O espetáculo sobe ao palco do Auditório da Escola Secundária Padre António Macedo, em Vila Nova de Santo André, no dia 26 de abril a partir das 21h30.

Apareceu a Margarida estreou no Brasil em 1973, no período da ditadura militar, o texto de Roberto Athayde passou as malhas da censura por estes só verem a história de uma professora maluquinha e engraçada, mas quem assistia via a repressão em que vivia o Brasil.

 

Siga o Tribuna Alentejo no  e no Junte-se ao Fórum Tribuna Alentejo e saiba tudo em primeira mão

 

 

CAPTCHA
Image CAPTCHA
Escreva o caracteres que vê na imagem do lado direito.