15 Janeiro 2019      14:24

Está aqui

Mais um Lince-ibérico encontrado morto em Mértola

Não está fácil a coexistência dos humanos com o Lince-Ibérico uma das espécies animais mais ameaçadas do mundo e que, através de um programa de protecção, está a ser reintroduzido no Vale do Guadiana. O Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) adianta que a fêmea de Lince-Ibérico, a Opala, foi encontrada morta no Parque Natural do Vale do Guadiana (PNVG), no concelho de Mértola.

As causas da morte de Opala "são ainda desconhecidas", mas estão a ser investigadas pela GNR, isto depois de ter sido encontrado um outro lince-ibérico morto na estrada nacional 122, a cerca de dez quilómetros de Mértola, distrito de Beja, nos primeiros dias do ano. Segundo o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF), esse foi o segundo atropelamento naquela zona que resultou em morte de linces, considerando aquela estrada como ponto negro para aquela espécie protegida..

Ao todo e desde o início do programa de repovoamento do Alentejo de Linces Ibéricos, foram quatro os linces que tiveram morte por atropelamento, desconhecendo-se para já se a Opala vai aumentar o números de mortes da espécie por este tipo de acidente.

A taxa de sobrevivência de exemplares de lince-ibérico reintroduzidos em Portugal está agora " nos 72%", refere o ICNF. Ao todo deambulam pelo território 11 fêmeas territoriais reprodutoras e 45 crias de lince-ibérico já nascidas na natureza.

A reintrodução de lince ibérico em Portugal começou em 2015 no âmbito do projeto LIFE Iberlince, cuja meta é a recuperação da distribuição histórica da espécie.

 

Imagem de capa de Agencia EFE

 

Siga o Tribuna Alentejo no  e no Junte-se ao Fórum Tribuna Alentejo e saiba tudo em primeira mão

 

 

 

CAPTCHA
Image CAPTCHA
Escreva o caracteres que vê na imagem do lado direito.