15 Março 2019      10:48

Está aqui

Jovens contestam em todo o mundo a negligência de governos contra as alterações climáticas

Hoje e numa escala nunca vista os jovens estudantes das escolas de todo o mundo fazem greve às aulas pelo clima. O movimento foi criado por Greta Thunberg, uma jovem sueca que decidiu fazer greve às aulas todas as sextas-feiras e sentar-se à frente do parlamento sueco, em protesto pelo que considera a inação política dos dirigentes, contra o aquecimento global e as alterações climáticas.

Foi daí que nasceu o movimento #SchoolStrike4Climate. Em novembro, a Austrália parou para assistir a uma greve nunca vista. Seguiu-se a Alemanha, Suiça, França, entre muitos outros países. Agora chega a Portugal e hoje está a decorrer uma greve mundial de estudantes que já foi saudada pelo Parlamento Europeu, embora tenha recusado deixar falar a jovem estudante, que havia pedido para intervir no plenário.

Ao todo estão marcadas 1693 manifestações em 106 países, que defendem medidas para travar o aquecimento global e em Portugal há notícia de pelo menos 27 manifestações que também incluem o Alentejo. Évora, Portalegre e Reguengos de Monsaraz organizaram as suas manifestações que começaram às 10h30.

 

Siga o Tribuna Alentejo no  e no Junte-se ao Fórum Tribuna Alentejo e saiba tudo em primeira mão

 

 

 

CAPTCHA
Image CAPTCHA
Escreva o caracteres que vê na imagem do lado direito.