5 Outubro 2019      23:06

Está aqui

Terceiro Koala AW119 já chegou à Base Aérea de Beja

O terceiro de cinco helicópteros Koala já chegou à Base Aérea de Beja.

Estes novos helicópteros foram comprados para substituir a frota dos Aloeutte III e que estão ao serviço da Força Aérea Portuguesa desde a guerra colonial.

Em fevereiro, chegaram as primeiras duas aeronaves militares o Koala AW119 da Esquadra 552.

O Koala - de produção italiana da Leonardo S.p.A - é um monomotor, de 8 lugares, desenvolvido a partir do helicóptero bimotor AW109, do qual herdou as dimensões exteriores e interiores, assim como a redundância dos sistemas hidráulico, elétrico e do combustível, capaz de operar em ambiente noturno com a utilização de óculos de visão noturna e cumprindo um leque bastante alargado de missões como sejam: instrução básica e avançada de voo, busca e salvamento, patrulhamento e observação e apoio ao combate aos incêndios rurais, como refere fonte da Força Aérea Portuguesas.

O concurso de compra de um total de cinco helicópteros Leonardo AW119 Koala foi lançado em maio de 2017, por 20,5 milhões de euros e com opção de compra para mais duas aeronaves.

Os Koala portugueses não têm armamento e destinam-se a missões de instrução básica e complementar de pilotagem, patrulhamento e vigilância, reconhecimento, busca e salvamento e evacuação sanitária, bem como a possibilidade de combate a incêndios.

Os primeiros pilotos e mecânicos dos Koala portugueses receberam formação - e tiraram cursos de formadores - nas instalações da Leonardo nos EUA. Os restantes elementos das tripulações da Esquadra 552 já estão a ser qualificados em Portugal.

Estes aparelhos novos também estão equipados para participar no apoio às operações de combate aos fogos, missão que a Força Aérea passou a cumprir - em matéria de contratos, gestão, operação e manutenção dos respetivos meios aéreos permanentes do Estado.

 

Imagem de cavok.com.br

 

 

CAPTCHA
Image CAPTCHA
Escreva o caracteres que vê na imagem do lado direito.