11 Maio 2016      10:48

Está aqui

A IMPORTÂNCIA DA NEGOCIAÇÃO

A crónica de hoje não será muito grande. Mas espero que permita chamar a atenção de algumas pessoas para a importância de uma coisa que até é relativamente simples: a renegociação de condições sobre produtos e serviços. No caso específico, seguros e operadores de telecomunicações. E vou utilizar o meu exemplo pessoal.

Seguro de vida, seguro multirriscos (ambos associados ao crédito à habitação) e seguros automóveis (dois, no caso). Durante o mês passado, procedi à renegociação destes quatro seguros diferentes, todos eles obrigatórios. Os resultados foram os seguintes:

1. Em relação ao seguro de vida, devido à redução do valor da dívida perante o banco, o seguro reduziu cerca de 1,5€ por mês.

2. Em relação ao seguro multirriscos, mudei de companhia, tendo passado de cerca de 96€ para 42€ (valor anual).

3. Seguro automóvel 1: Valor passou de 240€ anuais para 163€ anuais

4. Seguro automóvel 2: Valor passou de 226€ anuais para 172€ anuais.

Só na renegociação destes seguros, irei poupar cerca de 203€ anuais. E chamo a atenção para uma questão fundamental: só no primeiro caso há redução efetiva das coberturas, porque o valor em dívida baixou, uma vez que desde a última renegociação, obviamente foi sendo paga parte do montante do empréstimo. No caso dos seguros automóveis, as coberturas mantêm-se. No caso do seguro multirriscos, as coberturas inclusivamente aumentaram.

Já no mês passado tinha renegociado as condições do contrato com a minha operadora de televisão, conseguindo baixar o preço do serviço em cerca de 6€ mensais (72€ anuais). Ou seja, só em renegociações de contratos, já vão quase 300€. Numa altura em que as taxas de poupança em Portugal estão em mínimos históricos, estar atento àquilo que podemos negociar é, sem dúvida, fundamental...

Imagem de capa daqui.

CAPTCHA
Image CAPTCHA
Escreva o caracteres que vê na imagem do lado direito.