13 Novembro 2016      12:09

Está aqui

HERDADE DO FREIXO: UM NOVO ÍCONE NO ALENTEJO

Quando se pensa numa adega no Alentejo, o imaginário não nos leva diretamente aos vários exemplos de adegas com arquitetura moderna que surgiram nos últimos anos pelo Alentejo.

No entanto, e se pensa que o projeto da Herdade do Freixo é mais um destes exemplares que junta uma arquitetura fantástica com a produção de bom vinhos e azeites está enganado, vai mais além.

Num investimento de cerca de 10 milhões de euros - com recurso a fundos europeus e privados - numa encruzilhada entre Évora, Redondo e Evoramonte, renasce a Herdade do Freixo.

Na localidade do Freixo, freguesia de Redondo (Évora), as terras pertencentes à Herdade do Freixo contam 300 hectares - parte da propriedade de cerca de 1000 hectares da família Vasconcellos e Souza e que detém estas terras há várias gerações.

Quando Pedro Vasconcellos e Souza – com larga experiência e tradição no mundo da viticultura e enologia – quis fazer um vinho “diferente” no Alentejo, a preservação do ecossistema e a sustentabilidade do projeto eram uns dos pontos fulcrais; desde a componente energética ao tratamento de águas. Queria-se, portanto, manter a paisagem – entre vinhas, sobreiros e centenas de oliveiras milenares - o mais intacta possível, preservando fauna e flora locais.

Com a Serra D’Ossa no horizonte, a Herdade é mesmo local de passagem de bandos de espécies migratórias, e que inclui a raríssima Cegonha Preta, só observável nas regiões mais interiores, inóspitas, isoladas, com fraca perturbação humana.

Além do rico património natural, na abrangência da Herdade existem ainda um grande património arqueológico com a presença de monumentos megalíticos e vestígios da época romana.

Com um “terroir” quase único no Alentejo, a intenção era produzir vinho alentejano de elevada qualidade e o surgimento de uma adega inovadora era inevitável. Mas as preocupações com a preservação do espaço – como referido antes – eram também base no projeto.

Assim, pela mão do arquiteto premiado Frederico Valssassina, surge a adega totalmente subterrânea, até 40m de profundidade, que não é avistada na paisagem, e um exemplo de inovação associado ao respeito pela natureza.  É por baixo das vinhas que se faz magia, utilizando as mais modernas tecnologias de vinificação, são três pisos de adega com uma arquitetura vinicamente e que permite a descida gravitacional das uvas tintas para os lagares.

Nesta adega tudo parece ter sido pensado ao detalhe e até o cimento utilizado na sua construção está constituído por parte da terra retirada para a construção da adega, concedendo-lhe uma cor única e mais harmonizada com o meio que a rodeia.

   

Até o brasão da família foi recuperado e serve de imagem corporativa à empresa e aos vinhos, não sem que antes o estúdio inglês de design de Christopher Wormell, que desenhou, por exemplo, o brasão do Royal House of Opera, o tivesse retocado e modernizado.

Quanto ao vinho, esse acompanha a qualidade de tudo em seu redor e a marca conta com três produtos: o Freixo Reserva tinto, Freixo Reserva branco e Freixo Family Collection tinto, o topo de gama da herdade do Freixo.

O repouso do vinho em feito em barricas de 225 litros previamente estudado por casta e a respetiva evolução em cada tipo de madeira, permite um casamento harmonioso com os diferentes tipos de madeira, conferindo aromas mais subtis, complexos e taninos redondos e elegantes nos vinhos estagiados em madeiras francesas e aromas amadeirados mais potentes e taninos mais rústicos nos vinhos que evoluíram em madeira americana.

Com uma produção que visa a qualidade acima da quantidade, os vinhos são já exportados para a Suíça, a Bélgica e para a França e, brevemente, chegarão à Suécia, EUA, Brasil, Holanda, Alemanha. 

Mas também o enoturismo é peça importante no projeto Herdade do Freixo e prevê-se uma continuação do investimento de modo a tornar a Herdade uma referência no panorama enoturístico mundial, contribuindo para o reforço do posicionamento internacional dos vinhos super premium portugueses e, em especial, os do Alentejo.

Pode visitar gratuitamente, nos dias úteis, a adega até final do mês, mas para mais informações e marcação, deve visitar a página web herdadedofreixo.pt.

 

Fotografias de Fernando Guerra, Manuel Gomes da Costa

CAPTCHA
Image CAPTCHA
Escreva o caracteres que vê na imagem do lado direito.