18 Novembro 2017      17:23

Está aqui

A GUERRA DO FOGO – O DEBATE NACIONAL FAZ-SE EM ESTREMOZ

Portugal continental é um território de grande densidade florestal, e os incêndios florestais são sempre um dos riscos mais sérios para a integridade territorial e também para a segurança dos cidadãos.

Este ano de 2017 tem sido um ano negro no que a incêndios diz respeito: em dez meses arderam 418.000 hectares de floresta, ou seja, 4,5 por cento do território nacional, e houve lugar também a perda de dezenas de vidas humanas. Na hora de combater este flagelo, a Ciência pode ter algumas soluções e pode ajudar a garantir o reequilíbrio da floresta e a sua sustentabilidade.

Começa a 20 de novembro a “Semana da Ciência e da Tecnologia” e a Rede Nacional de Centros Ciência Viva será o espaço onde a discussão em redor da guerra aos incêndios será feita, participando instituições científicas e cidadãos com os contributos da ciência e da tecnologia na valorização da floresta e prevenção dos incêndios florestais a serem o foco da discussão. 

Assim, no dia 23 de novembro - dia da floresta autóctone, às 18h00, no Centro Ciência Viva de Estremoz acontecerá um debate aberto sob o tema "A Floresta do Conhecimento" e que contará com a participação de Carlos Pinto Gomes, Professor do departamento de Paisagem, Ambiente e Ordenamento da Escola de Ciências e Tecnologia da Universidade de Évora, entre outros especialistas. 

A iniciativa conta com o apoio do Município de Estremoz e da Escola de Ciências e Tecnologia da Universidade de Évora, numa colaboração com a Rede ​Nacional de Centros Ciência Viva e a ANCCT - Agência Nacional para a Cultura Científica e Tecnológica.

 

 

Foto de Daniel Rocha para publico.pt

CAPTCHA
Image CAPTCHA
Escreva o caracteres que vê na imagem do lado direito.