26 Outubro 2018      11:21

Está aqui

Greve na Função Pública deixa Alentejo a meia velocidade

A adesão à greve da Função Pública nos hospitais alentejanos andou entre os 60% e os 100% no turno da noite segundo dados da Frente Comum. O Hospital de Beja teve uma adesão de 100%.

A paralisação está também a afetar escolas, finanças, serviços municipais e outros serviços públicos. Em Évora a recolha nocturna de resíduos não foi feita devido a paralisação da totalidade dos trabalhadores e nos três distritos alentejanos as escolas estão todas encerradas.

A greve foi convocada pela Frente Comum de Sindicatos da Administração Pública (ligada à CGTP) e pela Federação de Sindicatos da Administração Pública e o Sindicato dos Quadros Técnicos do Estado, ambos filiados na UGT, para pressionar o Governo a incluir no Orçamento do Estado para 2019 os aumentos dos trabalhadores da função pública, cujos salários estão congelados desde 2009.

 

Siga o Tribuna Alentejo no  e no Junte-se ao Fórum Tribuna Alentejo e saiba tudo em primeira mão

 

 

 

CAPTCHA
Image CAPTCHA
Escreva o caracteres que vê na imagem do lado direito.