8 Janeiro 2019      08:56

Está aqui

Grávidas de Beja foram enviadas para Évora por falta de obstetra nas urgências

As mulheres grávidas que recorrem aos serviços de urgência do Hospital José Joaquim Fernandes de Beja foram reencaminhadas para o Hospital de Évora, por falta de médico obstetra naqueles serviços de urgência.

O problema, que obrigou as mulheres grávidas a percorrer cerca de 160 quilómetros sem qualquer assistência, decorre da incapacidade da Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo em nomear um segundo médico de obstetrícia e ginecologia para os serviços de urgência de Beja, como avança do jornal O Lidador, que refere pelo menos duas situações que aconteceram com duas mulheres grávidas no domingo passado.

Ao que o TA apurou a situação foi entretanto ultrapassada.

Imagem de capa de Daniel Reche

 

Siga o Tribuna Alentejo no  e no Junte-se ao Fórum Tribuna Alentejo e saiba tudo em primeira mão

 

 

CAPTCHA
Image CAPTCHA
Escreva o caracteres que vê na imagem do lado direito.