8 Novembro 2018      18:17

Está aqui

Grande Rota do Montado liga 14 concelhos alentejanos e vai custar quase 3 milhões

José Calixto, presidente da Comunidade Intermunicipal do Alentejo Central

O projeto intermunicipal Grande Rota do Montado acaba de ser aprovado pelo Alentejo 2020. Esta Grande Rota visa "unir todo o Alentejo Central através de uma infraestrutura de percursos de lazer, cultura e desporto informal, garantindo a interligação dos 14 concelhos e criando uma imagem que proporcione uma identidade própria que se destaque a nível nacional e internacional, inserindo o Alentejo Central nas redes ibéricas e europeias de mobilidade suave".

A Grande Rota do Montado, projeto incluído no Pacto para o Desenvolvimento e Coesão Territorial do Alentejo Central, tem um montante total elegível de 2.754.999,34€, comparticipado a 85% (o que resulta num FEDER de 2.341.749,44).

Na candidatura incluem-se além da implantação da Rota, estudos sobre a “Dominialidade dos Caminhos Públicos”, essenciais à implantação da Rota e sobre o “Modelo de Gestão”, com vista a encontrar soluções de gestão e manutenção que reduzam os encargos da Comunidade Intermunicipal do Alentejo Central e dos municípios envolvidos.

Entretanto está também em vias de conclusão o processo de revogação dos atuais Contratos de Concessão das plataformas das ferrovias desativadas entre a Infraestruturas de Portugal e alguns municípios e que vão converter em ecopista todos os antigos ramais do Alentejo Central: Montemor, Mora, Vila Viçosa e Reguengos. A assinatura do novo Contrato, com a IP realizar-se-á na Feria do Montado, no final de Novembro, em Portel.

 

Siga o Tribuna Alentejo no  e no Junte-se ao Fórum Tribuna Alentejo e saiba tudo em primeira mão

 

 

 

 

 

 

 

 

CAPTCHA
Image CAPTCHA
Escreva o caracteres que vê na imagem do lado direito.