10 Agosto 2018      10:23

Está aqui

Galgos de Corrida de Macau procuram refúgio em Borba

Para fugir à morte, mais de 500 galgos de Macau podem vir para Borba. Os cães de corrida estão naquela que é conhecida como a "pior pista de corrida de cães do mundo" porque nenhum animal "sai de lá vivo". O alarme é dado por Albano Martins, presidente de uma associação Anima Macau, que garante ao jornal Público já ter reunido com Capoulas Santos, Ministro da Agricultura, a quem pediu que fossem transferidos os animais para Portugal.

Segundo o mesmo responsável a pista de corridas em Macau é ainda uma herança portuguesa, que "mancha o bom nome de Portugal" e que a concessão do espaço vai terminar este ano, uma oportunidade para trazer os sobreviventes para Borba, naquele que será o futuro centro internacional de realojamento de galgos e animais abandonados, que ocupará uma área nunca inferior a 30 hectares e que servirá de base para a adopção dos animais recuperados.

Desde que funciona estima-se que já tenham morrido no Canídromo de Macau entre 16 mil e 19 mil animais.

A Sociedade Protetora dos Animais de Macau (Anima) lançou o ano passado uma petição internacional para conseguir que cerca de 650 galgos do canídromo fossem adotados. Desde então, 50 instituições internacionais têm estado envolvidas no resgate e adoção dos animais. que têm de sair do espaço que ocupam neste momento em Macau.

Apesar dos obstáculos de diversa índole, sobretudo no que diz respeito ao controlo sanitários dos animais, o responsável está convicto que a crianção do centro internacional de realojamento para animais vai ser uma realidade.

O transporte dos animais vais ser financiado pelo magnata do jogo Stanley Ho.

Imagem de capa de macaucloser.com

 

Siga o Tribuna Alentejo no  e no Junte-se ao Fórum Tribuna Alentejo e saiba tudo em primeira mão

 

 

CAPTCHA
Image CAPTCHA
Escreva o caracteres que vê na imagem do lado direito.