31 Março 2019      10:21

Está aqui

Frank Black e Jodorowsky

Frank Black (Headache) – Um teledisco impossível de qualificar.

Tudo se pode fingir, dizia alguém cujo nome me escapa. Pois nem tudo, não se pode disfarçar o génio, quer dizer, substituí-lo por aparência cool. Frank Black Francis sabe-o bem, demasiado bem, e mesmo assim não raras vezes tenta subtrair ao génio (toque que notavelmente tem) para que a discrepância com o seu aspecto não seja tanta... Felizmente para nós, que tanto o amamos, só muito raramente o consegue. Tão raramente que para dizer a verdade não nos lembramos de nenhum caso, enfim, bem-sucedido.

 

Jodo, o demiurgo de sangue escaldante.

Os projectos de banda-desenhada Alejandro Jodorowsky, sempre em colaboração com geniais desenhadores, são o que já se esperava para quem antes lhe viu os filmes: violentos; anárquicos mas desejosos de sentido; deflectem de ambiências reconhecíveis (falamos de espaço e tempo), mas como se a dada altura tivesse havido a necessidade de baixar a um universo alternativo, mantendo no entanto uma componente genética próxima (ou seja, vale a sequência: começou exactamente como o imaginamos, só que a certo momento, não muito depois desse começo, houve a necessidade de recomeçar, e então aconteceu assim – mesmos elementos originários, novos horizontes, portanto).

 

Imagens de middlemojo.com e revistabula.com

Siga o Tribuna Alentejo no  e no Junte-se ao Fórum Tribuna Alentejo e saiba tudo em primeira mão

 

CAPTCHA
Image CAPTCHA
Escreva o caracteres que vê na imagem do lado direito.