10 Outubro 2016      06:22

Está aqui

ÉVORA: PROJETO PIONEIRO NAS ESCOLAS DESMISTIFICA DEFICIÊNCIA

Vê através dos meus olhos. É assim que se chama o programa de literacia emocional e social que está a ser implementado na Escola Básica de Reguengos de Monsaraz, em duas turmas de 3.º e 4.º ano pela Sociedade do Bem, associação sem fins lucrativos sediada em Évora.

O programa conta com o apoio da Junta de Freguesia de Reguengos de Monsaraz e é o ponto de partida para olhar para o mundo de uma perspetiva diferente, através da exploração da temática da inclusão com as crianças.

Para orientar as sessões dedicadas à temática da inclusão, foram convidados dois heartbuilders ou mentores: a Maria Inácia Campaniço, psicóloga e residente na APPACDM - Associação Portuguesa de Pais e Amigos do Cidadão Deficiente Mental de Évora e Silvino Neves Costa, professor e presidente da referida Instituição.

O objetivo das sessões é desmistificar a deficiência, aproximar as crianças desta temática bem como desenvolver uma consciência cívica em relação às acessibilidades, aos direitos das pessoas com deficiência e ao conceito de inclusão.

Silvino Neves Costa, que havia já sido heartbuilder de um programa da Sociedade do Bem numa outra escola - programa Todos diferentes, todos especiais -, aceitou novamente o desafio por considerar que “este tipo de programas tem um impacto bastante positivo nas crianças, que ficam mais preparadas para encarar a problemática da diferença”.

Também Maria Inácia Campaniço vai às salas de aulas inspirar as crianças, mostrando-lhes que a doença muscular degenerativa não a impediu de perseguir os seus sonhos. Para Maria Inácia “a vida é feita de afetos, emoções, desejos... são estes sentimentos que potenciam o nosso crescimento e desenvolvimento enquanto pessoas, sendo o objetivo tornarmo-nos melhores pessoas. Crescer significa ensinar o outro acerca da realidade, das vivências, do viver em conjunto. As crianças transmitem-nos e geram emoções muito fortes. Assim, poder transmitir valores de cidadania às crianças torna-nos melhores enquanto humanos. É a partir das crianças que a cidadania e o respeito pelo outro deve partir. Assim, é importante trabalhar com as crianças emoções e vivências...mostrar-lhe outras realidades para que num futuro próximo a sociedade seja uma Sociedade do Bem".

No final do programa, que termina em dezembro, está prevista uma visita às instalações da APPACDM de Évora, para que as crianças conheçam os outros residentes da instituição, bem como a sala snoezelen, a piscina interior e os espaços ao ar livre da instituição, que fundou o novo centro de atividades ocupacionais e residências autónomas em 2015.

Saiba mais sobre a Sociedade do Bem em https://www.facebook.com/sociedadedobem.org/

CAPTCHA
Image CAPTCHA
Escreva o caracteres que vê na imagem do lado direito.