29 Março 2020      11:52

Está aqui

Efeito Covid-19: Festas de Campo Maior adiadas

Já tinham data marcada, de 29 de agosto a 6 de setembro de 2020, mas a pandemia provocada pelo Covid-19 fez com que as Festas do Povo Campo Maior fossem adiadas para 2021.

A parte logística e de preparação da festa está comprometida o que levou a uma decisão difícil, tomada por todas entidades envolvidas, e que foi o adiamento das mesmas, voltando Campo Maior a encher-se de flores de papel somente em 2021.

Já passaram 5 anos desde a última edição, e seria 2020, a trazer de volta as tradicionais “Festas do Povo” a Campo Maior” e que contava já com 60 ruas da vila alentejana raiana inscritas para se engalanarem.

Em 2015, com 100 ruas decoradas, Campo Maior recebeu 700 mil visitantes de todas as partes do mundo, em especial turistas nacionais e espanhóis. O aumento do número de visitantes tem sido uma constante, e em apenas 15 anos, entre 1989 e 2004, o número de visitantes das Festas do Povo duplicou.

As festas têm a particularidade de só acontecerem quando o povo decide que elas devem acontecer já que é o povo que se mobiliza, havendo vontade, e decora de uma forma extraordinária, com flores de papel, cada uma das suas ruas, particularmente as que compõem o centro histórico da vila.

As festas, que, como se sabe, consistem na decoração de dezenas de ruas, com milhares de flores coloridas em papel, feitas pela população, realizaram-se pela última vez em 2015, têm já um museu dedicado a elas e são candidatas a Património da Humanidade.

A preparação da festa é feita rua a rua, sendo que o trabalho desenvolvido em cada uma delas fica em segredo, desde o mote das decorações, as cores das flores, os padrões, enfim, todos os detalhes. E o segredo da decoração vai tão longe que inclui amigos e familiares dos moradores, e só é dado a conhecer na noite da “enramação”, isto é, da montagem e decoração da rua. E o trabalho é de tal maneira exigente que começa sempre em janeiro, ou seja, meio anos antes do evento.

As Festas do Povo de Campo Maior têm ainda em curso uma candidatura a Património Cultural Imaterial da Humanidade, pela Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO) e que, de acordo com Ceia da Silva, presidente da Turismo do Alentejo e Ribatejo, as Festas do Povo de Campo Maior vão ser a candidatura portuguesa em 2021.

 

Imagem de viajecomigo.com

CAPTCHA
Image CAPTCHA
Escreva o caracteres que vê na imagem do lado direito.