30 Novembro 2018      06:52

Está aqui

Efeito Borba: Câmara de Elvas corta estrada por precaução

O Município de Elvas cortou ontem uma estrada de acesso a algumas propriedades, entre a estrada de Elvas a São Vicente e a estrada da Barragem do Caia a Santa Eulália, por razões de segurança. Este acesso fica próximo de uma pedreira de granito desativada que a Câmara Municipal decidiu interditar ao trânsito.

A Câmara Municipal de Elvas tomou esta decisão, "depois de ter sido alertada para a situação e após ter estado no local, com as presenças do presidente e diretor de Departamento de Obras e Serviços Urbanos da Câmara Municipal, coordenador da Proteção Civil do Concelho e comandante do Destacamento de Elvas da Guarda Nacional Republicana", como refere em comunicado, contudo e "apesar dos elementos presentes no local não terem descortinado nenhuma situação de risco iminente e, por isso mesmo, a não justificar qualquer alarme", adianta, "esta medida é tomada por precaução, até que as entidades responsáveis pela verificação das condições de segurança da pedreira se pronunciem".

A 19 de novembro o deslizamento de um grande volume de terras entre duas pedreiras em Borba fez desabar parte da antiga estrada nacional 255, e causou a morte a pelo menos dois trabalhadores das pedreiras, cujos corpos já foram recuperados, estando ainda dadas como desaparecidas três pessoas que circulavam naquela estrada e que terão sido arrastadas para o fundo das pedreiras. As suspeições de falta de segurança nas estradas junto a pedreiras já levou o governo a atuar, lançando uma acção de fiscalização generalizada na região.

 

Atualização (15h00): Foram retirados da pedreira em Borba, os corpos de mais duas vítimas, estando ainda uma dada como desaparecida.

 

Siga o Tribuna Alentejo no  e no Junte-se ao Fórum Tribuna Alentejo e saiba tudo em primeira mão

 

 

CAPTCHA
Image CAPTCHA
Escreva o caracteres que vê na imagem do lado direito.