11 Março 2019      09:41

Está aqui

De nada serviu a luta…

Assinalou-se esta semana o dia da mulher. Este dia marca o dia em que, no ano de 1857 em que, cerca de 130 operárias foram queimadas vivas numa fábrica quando reivindicavam os seus direitos laborais.

Num ano em que já vamos em 13 mortes de vítimas de violência doméstica, o dia 08 de Março toma ainda mais importância.

Foram aprovados pacotes legislativos com propostas de combate à violência doméstica e à desigualdade salarial.

São medidas importantes cuja aprovação é “para ontem” esperando-se que os partidos não aproveitem este pacote legislativo para fazer campanha eleitoral mas sim para, de uma vez por todas, aprovarem medidas efetivas nestas áreas.

Na semana em que se assinala esta luta, temos dois canais de televisão portuguesa a objectificar a figura da mulher, como produto que seja passível de junção com candidatos.

Só a ideia de tais programas não deveria ter sido aprovada pelos responsáveis pela programação de canais.

Mais uma vez a vontade de ter mais audiências falou mais alto que a importância da sensibilização da população para combater a objetificação da mulher e, assim, ajudar no combate à desigualdade de género.

Quando vemos jornalistas e apresentadores a alertar para o flagelo da violência doméstica e, logo de seguida vemos programas como os acima descritos, então é sinal que a luta e a reivindicação não valeu de nada.

Não deveriam as televisões nacionais começar a dar o verdadeiro exemplo?

Parece que esse tempo ainda está longe.

 

Imagem de capa de atelevisao.com

 

Siga o Tribuna Alentejo no  e no Junte-se ao Fórum Tribuna Alentejo e saiba tudo em primeira mão

 

 

 
CAPTCHA
Image CAPTCHA
Escreva o caracteres que vê na imagem do lado direito.