12 Abril 2019      11:31

Está aqui

Críticas às culturas intensivas no Alentejo são "irresponsáveis e desinformadas"

Gonçalo Valente e Henrique, presidente do PSD do Baixo Alentejo

O PSD do Baixo Alentejo já reagiu às recentes críticas lançadas particularmente pelos Os Verdes, PCP e BE às culturas intensivas no Alentejo. Depois de uma série de encontros com as associações empresariais e de produtores, como a OLIVUM- Associação de Olivicultores do Sul, a ACOS- Associação de Agricultores do Sul e  a AABA- Associação de Agricultores do Baixo Alentejo, onde foram demonstradas "sérias preocupações" com os crescentes ataques políticos às culturas intensivas no Alentejo.

Para o PSD estas críticas  tratam-se de "posições extremistas de alguns partidos e movimentos cívicos, relativamente às culturas intensivas na região”, que as apelida de "irresponsáveis e desinformadas". O PSD do Baixo Alentejo lembra que o regadio é uma das bases fundamentais da economia da região e que os aspectos negativos, associados às monoculturas intensivas e super intensivas devem ser avaliados, "através da ciência e tecnologia" e não no desconhecimento e na percepção.

 

Siga o Tribuna Alentejo no  e no Junte-se ao Fórum Tribuna Alentejo e saiba tudo em primeira mão

 

 

CAPTCHA
Image CAPTCHA
Escreva o caracteres que vê na imagem do lado direito.