17 Outubro 2019      18:09

Está aqui

Uma história dos carrinhos de rolamentos e de como Marvão os adora

Basta ouvir falar em carrinhos de rolamentos para que as gerações que andam na casa dos quarenta e as mais velhas sejam imediatamente transportadas para um tempo, o da sua infância, onde muitos aprendiam a fazer os seus próprios brinquedos, com a ajuda dos pais e dos avós, que se lançavam em disputas pela construção do carro mais rápido e mais vistoso também.

Despistes e arranhões à parte, os carrinhos de rolamentos não abandonaram o imaginário de muitos e agora, aos poucos, vamos vendo serem recuperados pela adrenalina, vontade de criar e pelo gozo das boas memórias e a sua partilha com os mais novos. É deslocar-se a um local onde os carrinhos de rolamentos voltaram a ganhar protagonismo, para compreender a cultura intergeracional que se instala à volta da sua projecção, da construção, dos ensaios e do dia importante da corrida. E apesar de estarmos a falar de brinquedos, poucos levam o assunto da corrida a brincar. Até porque nestas provas é habitual, senão obrigatório, que cada piloto tenha mais do que um carro, para o caso de danificar o seu e não ser impedido de continuar a prova.

Uma disputa é uma disputa e a preparação do carro e dos pilotos exige tempo, concentração, determinação e empenho. Hoje há mesmo um Campeonato Nacional de Carrinhos de Rolamentos, dado a quantidade de entusiastas daquela autêntica prova desportiva.

A aldeia de Porto de Espada, em Marvão, no Alto Alentejo, é um dos melhores exemplos que conhecemos. Com descidas tão ingremes quanto rápidas, e uma estrada excelente, o local integra uma prova do Campeonato Nacional de Carrinhos de Rolamentos e de uma prova do Circuito Nacional de 'Trike Speed', uma versão um pouco mais avançada feita triciclo de velocidade, em provas divididas nas categorias Classe A, Tradicional e Alterado. E o mais interessante é que a participação é aberta à população, sem que sejam definidos limites de idade.

Segundo a autarquia local, que está envolvida no evento, que é promovido pela Trilhos do Zêzere, a prova, que acontece no próximo domingo, é muito relevante para a aldeia, por ser distintiva, tradicional e muito popular e conta já com mais de 60 pilotos inscritos, vindos de todo o país, o que não é pouco para aquela pequena economia local, com ótimos restaurantes.

E mais, dentro deste campeonato, Marvão é o único concelho alentejano inscrito. Mas há quem ache que é uma questão de tempo até que os carrinhos de rolamentos voltem a ocupar as colinas e serras alentejanas. Não imaginamos melhor oportunidade para juntar avós, pais e filhos, numa velha tradição que vale a pena ser preservada e impulsionada. Quer melhor desculpa para sair do sofá, voltar a contar com a companhia do seu pai e arrancar a criançada dos ecrãs das televisões e dos telemóveis?

 

Imagem de capa de João Fernandes

CAPTCHA
Image CAPTCHA
Escreva o caracteres que vê na imagem do lado direito.