20 Novembro 2019      15:43

Está aqui

Comporta vai construir ETAR última geração com 3 milhões de euros

Está lançada a "primeira pedra" para a construção da nova ETAR da Comporta, num investimento de cerca de 3 milhões de euros. O dia de ontem, 19 de novembro, foi marcado pela assinatura da consignação da empreitada para a construção do Sistema Intercetor da Comporta, perante as presenças do presidente da Câmara Municipal de Alcácer do Sal, Vítor Proença e Francisco Narciso, presidente do Conselho de Administração da Águas Públicas do Alentejo.

O projeto para a construção da nova ETAR da Comporta, a executar pela Águas Públicas do Alentejo, tem um investimento global na ordem dos 3 milhões de euros e um prazo de 275 dias previstos para execução, e tem o objetivo primário de tratar os efluentes urbanos da Comporta.

Além da Estação de Tratamento de Águas Residuais, o projeto compreende primeiramente a construção de um sistema intercetor para conduzir os efluentes gerados até à ETAR: uma extensão elevatória e pré-tratamento de efluentes, uma conduta elevatória com 1.7 quilómetros de extensão e um coletor gravítico com 83 metros.

A ETAR da Comporta vai dispor de tecnologia de ponta, com características das quais se destacam o armazenamento de lamas em contentor fechado e encerrado em sala, uma unidade de desodorização (para eliminação de odores) e a produção de água para reutilização como água de serviço.

A infraestrutura tem capacidade para uma população de 2.500 habitantes e capacidade de expansão para 10.000, e foi concebida para funcionar convenientemente tanto na época baixa, para os cerca de 500 ocupantes da aldeia, como na época alta, no verão, quando o número de habitantes dispara para 1500 ou 2000. Face à sensibilidade ambiental e paisagística da zona, a Estação vai ser instalada em localização adequada, numa zona de depressão a sul da EN253, junto ao cruzamento com a EN261.

 

Imagem de capa da Orascom

 

 

CAPTCHA
Image CAPTCHA
Escreva o caracteres que vê na imagem do lado direito.