7 Junho 2020      10:14

Está aqui

Combate ao analfabetismo no Baixo Alentejo

O combate ao analfabetismo é a grande prioridade para a Associação Portuguesa de Educação e Formação de Adultos (APEFA) e o foco está sobre o Baixo Alentejo e o Algarve, duas regiões que apresentam uma elevada taxa de analfabetismo, acima da média nacional.

Dados do Censos 2011 revelaram que serão cerca de 50 mil habitantes no Alentejo não sabem ler nem escrever, apesar de uma queda abrupta na última década – de 17,45% para 10% - o Baixo Alentejo continua a ser a região portuguesa com maior taxa de analfabetismo.

A nível europeu, Portugal é também o país com maior taxa: 5,2%, como revelou António Espírito Santo, da APEFA, ao "Correio do Alentejo", e para quem urgem políticas públicas de educação e de formação de adultos, que abranjam todas as idades e áreas, considerando que "Ajudar a aprender a ler e escrever é um passo contra as injustiças com estas pessoas, pois está e continuará indefeso quem não consegue ler e escrever".

 

Imagem de juponline.pt

CAPTCHA
Image CAPTCHA
Escreva o caracteres que vê na imagem do lado direito.