25 Fevereiro 2019      15:26

Está aqui

Campo Maior tem luz verde para produzir cannabis

Ricardo Pinheiro, presidente da Câmara de Campo Maior
Campo Maior, no Alto Alentejo, tem luz verde da Infarmed para produzir cannabis para fins medicinais, num projecto que resulta de uma “joint venture” canadiana/israelita (SABABA POrtugal) e que prevê investir 16 milhões de euros na região.
 
O presidente da Câmara de Campo Maior, Ricardo Pinheiro, diz-se entusiasmado com o projecto que, como indicou, vai ser instalado numa área inicial de 4 hectares e inclui a construção de um centro de extração de cannabis e a criação inicial de 50 postos de trabalho.
 
Ao todo vão ser plantados cerca de 10 hectares de cannabis no concelho de Campo Maior, segundo Ricardo Pinheiro "num projeto inovador e ousado que coloca Campo Maior na vanguarda deste tipo de produção, sendo, até ao momento o único projeto aprovado em Portugal".
 
O projeto será depois complementado com a instalação de um centro de extração de óleo de cannabis, não estando ainda definido o montante que deverá implicar tal investimento. A SABABA Portugal será o fornecedor de óleo de cannabis para fins medicinais de toda a Europa.
 
A legalização do uso de produtos feitos à base de cannabis para fins medicinais foi aprovada em junho do ano passado por todos os partidos na Assembleia da República, com a abstenção do CDS e em dezembro do mesmo ano o Governo aprovou um decreto-lei que "estabelece o quadro legal para a utilização de medicamentos, preparações e substâncias à base da planta da cannabis para fins medicinais, nomeadamente a sua prescrição e a sua dispensa em farmácia", com base na experiência de países como a Dinamarca, Holanda e Itália.

 

Siga o Tribuna Alentejo no  e no . Junte-se ao Fórum Tribuna Alentejo e saiba tudo em primeira mão

 

 

CAPTCHA
Image CAPTCHA
Escreva o caracteres que vê na imagem do lado direito.