15 Abril 2019      12:07

Está aqui

Beja: Troika interrompeu Plano Nacional de Prevenção do Suicídio que vai ser reativado

O Plano Nacional de Prevenção do Suicídio, que esteve suspenso durante a intervenção da Troika, quando o País pediu o resgate financeiro, foi reativado este fim-de-semana em Beja, por ocasião do Simpósio da Sociedade Portuguesa de Suicidologia.

Segundo Ana Matos Pires, médica psiquiatra, mestre em Psiquiatria e Saúde Mental, docente da Faculdade de Medicina da Universidade do Algarve, diretora do serviço de psiquiatria do Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo e consultora da DGS,  "a diminuição e a luta contra o estigma da depressão são extraordinariamente importantes, da mesma forma que a uniformização da terminologia dos atos suicidas". "Também a intervenção em determinados grupos de risco - jovens, idosos - fazem parte dos planos iniciais, e vão agora ser retomados com a maior brevidade possível, sabendo, no entanto, que o que foi perdido não será recuperado", explicou à TSF.

"Aquilo que me parece mais importante é aumentar a capacidade formativa e dirigi-la a grupos específicos. A única maneira possível é nós formarmos indivíduos para prestar apoio, nomeadamente em autarquias, em farmácias dos grandes centros, nos cabeleireiros, nas igrejas...É preciso orientar e dar formação".

Para esta especialista o suicídio é um comportamento e não uma doença, sendo um problema de saúde pública, devido às suas consequências.

Ana Matos Pires tem insistido na urgência em estudar e iniciar um combate e prevenção ao suicídio no Baixo Alentejo porque é um fenómeno da região que precisa de esclarecimentos mais aprofundados, até porque segundo aquela especialista, aquela região alentejana é a que apresenta maiores taxas de suicídios em todo o país e são os homens com mais de 65 anos, que têm “maior risco de suicídio".

Este simpósio decorreu na Associação Empresarial do Baixo Alentejo e abordou o suicídio e os comportamentos autolesivos, a prevenção do suicídio e a saúde mental.

 

Siga o Tribuna Alentejo no  e no Junte-se ao Fórum Tribuna Alentejo e saiba tudo em primeira mão

 

 

CAPTCHA
Image CAPTCHA
Escreva o caracteres que vê na imagem do lado direito.