3 Abril 2019      11:49

Está aqui

Azeite da colheita de 2018 da Herdade do Esporão já está no Brasil

A safra de azeite, da colheita de 2018 da Herdade do Esporão, em Reguengos de Monsaraz, já chegou ao Brasil. A estratégia daquela produtora alentejana de vinhos e azeites tem sido a de encurtar o período que medeia entre a colheita da azeitona e o processamento, com o objetivo de oferecer "mais frescor, sabor e qualidade" ao consumidor.

Ana Carrilho, responsável pelo novo lagar da Herdade do Esporão explica à Globo que os azeites são produzidos uma vez ao ano e que, para cada litro do produto, são necessários 10 kg de azeitona. “O melhor azeite é aquele que está dentro da azeitona e o tempo é inimigo da qualidade – ao contrário do que se diz, muitas vezes, em relação ao vinho: que o mais velho é o melhor. E isso nem sempre é verdade. No caso do azeite, porém, isso nunca é verdade”.

A Herdade do Esporão foi fundada em 1973 e está no mercado brasileiro há cerca de 20 anos. Para Henry Garcia Araújo, gerente de Marketing da Qualimpor, uma das importadoras brasileiras, os azeites Esporão destacam-se no mercado "pelo controle de qualidade e cuidado em garantir a redução do tempo de produção, o que faz com que sejam entregues produtos cada vez mais frescos e, portanto, mais saborosos", como adianta também à Globo.

O Azeite Biológico Olival dos Arrifes, produzido pelo Esporão, foi distinguido em 2018 como o ‘Melhor Azeite do Mercado’ no âmbito do Concurso Nacional de Azeites de Portugal, que se realizou na Feira Nacional de Agricultura, em Santarém.

Em abril do ano passado o Azeite Biológico Olival dos Arrifes do Esporão conquistou também a medalha de prata no New York International Olive Oil Competition (NYOOC), na categoria Organic Delicate Blend.

 

Imagem de capa de Vida Rural.

 

Siga o Tribuna Alentejo no  e no Junte-se ao Fórum Tribuna Alentejo e saiba tudo em primeira mão

 

 

 

CAPTCHA
Image CAPTCHA
Escreva o caracteres que vê na imagem do lado direito.