21 Outubro 2020      11:11

Está aqui

Ambiente marinho de Sines revela elevada qualidade ecológica

O relatório final do Programa de Monitorização do Ambiente Marinho revela que o meio aquático onde é efetuada a descarga proveniente da ETAR de Ribeira dos Moinhos, via Emissário Submarino, na zona costeira de Sines, tem uma elevada qualidade e diversidade ecológica dos habitats em todos os locais amostrados.

De acordo com a Greensavers, entre 2018 e 2020 decorreu o estudo que incidiu na recolha de amostras de água e sedimentos no mar, para determinar o impacto tanto ao nível da qualidade da água, como da preservação dos ecossistemas. Concluiu-se, então, que não existe degradação da qualidade do meio aquático: o material sedimentar foi classificado como limpo, não houve perturbação das comunidades bentónicas, e não houve qualquer efeito adverso para as espécies estudadas provocado pelas descargas do Emissário Submarino.

O presidente da Câmara Municipal de Sines, Nuno Mascarenhas, assumiu a relevância “da forte componente industrial e transporte marítimo de Sines” dando nota dos investimentos realizados nos últimos anos pela Águas de Santo André, em particular a modernização da ETAR da Ribeira dos Moinhos e a reparação do emissário submarino.

Já Luís Faísca, presidente do Conselho de Administração da Águas de Santo André, divulgou os 30 milhões de euros que “serão investidos na modernização e resiliência das nossas infraestruturas, na economia circular e na eficiência energética. 30 milhões de euros no reforço do investimento na região que irão traduzir-se num aumento da qualidade de vida das populações que servimos, bem como na preservação da qualidade do ambiente marinho e no aumento da robustez da ZILS”.

Recorde-se que a ETAR de Ribeira dos Moinhos é a única ETAR predominantemente industrial do Grupo Águas de Portugal, servindo a Zona Industrial e Logística de Sines (ZILS), incluindo lixiviados provenientes de aterros e água residual proveniente de fossas séticas.

Este programa foi apresentado ao público na segunda-feira, dia 19 de outubro, e contou com a presença de Nuno Mascarenhas, presidente da Câmara Municipal de Sines, de João Neves, administrador do Grupo Águas de Portugal, de Luís Faísca, presidente do Conselho de Administração da Águas de Santo André; e do Professor Catedrático do Instituto Superior Técnico, José Saldanha Matos.

 

Fotografia de discoverportugal2day.com

CAPTCHA
Image CAPTCHA
Escreva o caracteres que vê na imagem do lado direito.