31 Agosto 2018      11:32

Está aqui

Alentejo tem 395 bolsas para quem escolhe estudar no interior

Das 1605 bolsas de estudo disponíveis para todo o interior do país e que podem chegar aos 1 725 euros, o Alentejo tem disponíveis 395 delas para atribuir aos estudantes que escolham estudar na Universidade de Évora, e Politécnicos de Beja e Portalegre.

A medida é do Governo e dá pelo nome de Mais Superior, um programa de incentivo à frequência do ensino superior público em regiões do país com menor procura e menor pressão demográfica, que atribui bolsas de 1 500 euro por ano a alunos que optem por estudar no interior do país, valor que pode chegar aos 1 725 euros para aqueles que ingressam no ensino superior através do concurso para maiores de 23 anos e para os alunos dos cursos técnicos superiores profissionais.

Segundo o jornal "Público"  e no primeiro mês de candidaturas, a bolsa para estudar no interior foi pedida este ano por 800 alunos e o processo de candidaturas decorre até ao dia 15 de Novembro, através na plataforma BeOn da DGEST.

No último ano lectivo, estavam inscritos 3690 alunos no ensino superior público apoiados por este programa – aos 1430 que tiveram bolsa pela primeira, juntam-se os estudantes seleccionados em anos anteriores e que reuniram condições para continuar a receber o subsídio. Este valor significa um aumento de 11% face ao ano lectivo anterior e de mais de 70% em relação a 2014/15, quando o Mais Superior foi lançado. Desde então, o número de estudantes apoiados tem vindo sempre a crescer. 

Imagem de capa da Universidade de Évora.

 

Siga o Tribuna Alentejo no  e no Junte-se ao Fórum Tribuna Alentejo e saiba tudo em primeira mão

 

 

CAPTCHA
Image CAPTCHA
Escreva o caracteres que vê na imagem do lado direito.