24 Outubro 2020      11:15

Está aqui

Alentejo foi “a estrela do verão” no turismo nacional

Um estudo da Associação de Hotelaria de Portugal (AHP), divulgada esta semana, mostra que o Alentejo registou uma taxa de ocupação turística na ordem dos 71% durante o mês de agosto, tendo mesmo sido considerado pela presidente executiva da AHP, Cristina Siza Vieira, como “a estrela do verão” do turismo nacional.

Os dados do inquérito "Impacto da COVID-19 na Hotelaria -- 4.ª fase -- Balanço do Verão / Perspetivas Outono" revelaram ainda que, no sentido oposto, a Área Metropolitana de Lisboa, mostrou uma queda enorme nas taxas de ocupação - 10% em junho, 15% em julho, 25% em agosto e 24% em setembro – em boa parte justificados pelo cancelamento de eventos e espetáculos devido à Covid-19.

Nas previsões da AHP para outubro, novembro e dezembro, o Alentejo continua a apresentar boas perspetivas com 33%, 12% e 12%, de percentagens de ocupação para os próximos meses.

Este inquérito revelou ainda que, depois do confinamento, 40% dos associados da AHP abriram portas, mas que fecharam pelo menos 30% dos quartos e que cerca de 25% dos hotéis estiveram fechados em setembro, devido à pandemia de covid-19, mas prevê-se que a percentagem suba bastante até ao final do ano.

Com a pandemia, o Alentejo tem sido uma das regiões turísticas nacionais que mais ganhos tem obtido, tendo tido um aumento de 7% da sua representatividade no panorama turístico nacional.

CAPTCHA
Image CAPTCHA
Escreva o caracteres que vê na imagem do lado direito.