22 Novembro 2017      10:28

Está aqui

ALCÁCER DO SAL PEDE DECLARAÇÃO DE CALAMIDADE PÚBLICA AO GOVERNO

Vítor Proença, Presidente do Conselho Intermunicipal do Alentejo Litoral

A seca que o país atravessa está a criar problemas graves aos produtores de arroz de Alcácer do Sal, que representam 30% da produção nacional. Em carta dirigida ao Ministro da Agricultura, município, empresas e associações agrícolas pedem declaração de calamidade pública devido à escassez da água naquela região e uma reunião urgente para encontrar soluções.

"As barragens estão vazias como centenas de vezes as televisões têm revelado quando mostram Rio Mourinho / barragem do Pego do Altar completamente seca e com a ponte do séc. XIX à vista. Na campanha de 2017 a associação de regantes apenas forneceu 37 milhões de m3 de água aos produtores particularmente os do arroz, quando a média ronda os 58 milhões de m3. Para os produtores de arroz a água representa hoje 20 a 25% dos fatores de produção e a sua escassez afigura-se-nos deveras preocupante perante este contexto", referem.

 

CAPTCHA
Image CAPTCHA
Escreva o caracteres que vê na imagem do lado direito.