20 Maio 2020      13:41

Está aqui

90% das empresas nacionais já estão a funcionar

A proporção de empresas em funcionamento na primeira quinzena de maio aumentou para 90%, face a 84% na quinzena anterior, segundo dados esta terça-feira divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE) e Banco de Portugal (BdP), que o Observador está a avançar.

Face à situação que seria expectável sem pandemia, 77% das empresas continuaram a reportar um impacto negativo no volume de negócios.

Segundo o INE/BdP, 54% das empresas que responderam ao inquérito tinha pessoas em teletrabalho na primeira quinzena de maio (58% na semana de 27 de abril a 01 de maio) e 46% das empresas reportaram a existência de pessoal a trabalhar em presença alternada nas instalações da empresa devido à pandemia.

Excluindo o ‘layoff’ simplificado, a proporção de empresas que continuou a não prever o recurso a medidas de apoio anunciadas pelo Governo voltou a aumentar, atingindo proporções entre 52% e 61% consoante as medidas. Cerca de 14% das empresas em funcionamento ou temporariamente encerradas aumentaram o recurso ao crédito na primeira quinzena de maio, destacando-se o setor do alojamento e restauração com a percentagem mais elevada de empresas nesta situação (26%), seguindo-se o setor da indústria e energia (16%). Das empresas que aumentaram o recurso ao crédito, 84% reportaram um aumento do financiamento junto de instituições financeiras e 48% referiram um crescimento do crédito de fornecedores. Na maioria dos casos, segundo as empresas, os novos créditos apresentaram condições semelhantes às anteriormente praticadas.

O setor do comércio destaca-se com um aumento de 84% na quinzena anterior para 92%. A percentagem de empresas encerradas no setor do alojamento e restauração continuou a ser mais alta (56%).

CAPTCHA
Image CAPTCHA
Escreva o caracteres que vê na imagem do lado direito.