23 Outubro 2015      11:40

Está aqui

BAJA PORTALEGRE 500: O QUE GANHA O DISTRITO?

Qual o impacto na economia local de uma iniciativa âncora como é o Baja Portalegre 500? Quem ganha e o quê? São perguntas para as quais procura respostas o Instituto Politécnico de Portalegre (IPP), que está associado ao Automóvel Clube de Portugal (ACP) na organização da competição de todo-o-terreno, que decorre desde ontem em território do Alto Alentejo.
 
Portalegre é palco deste evento desde 1987 mas estão ainda por apurar os ganhos para a economia e os impactos em termos de imagem daquele território. Para chegar a conclusões os alunos do curso de Administração de Publicidade e Marketing (APM) são responsáveis pela realização do Estudo de Impacto BAJA Portalegre, que permitirá traçar o perfil socioeconómico do adepto que se desloca ao distrito, sintetizar a respetiva opinião sobre a organização do evento, identificar as fontes de informação utilizadas para obter conhecimento sobre a prova, concluindo com a avaliação dos atributos da imagem do Distrito de Portalegre e com a estimativa dos impactos económicos gerados através da despesa direta dos adeptos.
 
Os alunos estão no terreno a fazer o trabalho de campo, entrevistando espetadores, e equipas relativamente às motivações, expectativas, satisfação e consumos durante o evento, permitindo traçar o perfil do adepto, a imagem da região e do evento e o seu impacto económico.
 
Imagem de capa daqui.
 
 
CAPTCHA
Image CAPTCHA
Escreva o caracteres que vê na imagem do lado direito.