10 Dezembro 2015      15:50

Está aqui

ALENTEJO QUER REDUZIR DESPERDÍCIO DE ÁGUA

A perda de água na distribuição da rede pública portuguesa anda na casa dos 40%. Já a média das perdas nos restantes países europeus anda nos 15%, que é o objectivo para o país até 2020.

Para o efeito são 14 os municípios alentejanos (Comunidade Interminicipal do Alentejo Central) que vão assinar no próximo dia 15 de dezembro um acordo de cooperação com a EPAL, Empresa Portuguesa de Águas Livres, SA, com vista a implementar um sistema inovador nunca antes aplicado no país com esta escala. O sistema chama-se WONE, Water Optimization for Network Efficiency e vai controlar as perdas de água através de monitorização e gestão de redes de abastecimento no Alandroal, Arraiolos, Borba, Estremoz, Évora, Montemor-o-Novo, Mora, Mourão, Portel, Redondo, Reguengos de Monsaraz, Vendas Novas, Viana do Alentejo e Vila Viçosa.

Em Portugal, as perdas de água nos sistemas de abastecimento representam volumes na ordem dos 240 milhões de m3 por ano, significando que cerca de 40% da água que entra nos sistemas é ‘perdida’. O sistema WONE® desenvolvido pela EPAL é um eficaz programa de monitorização vocacionado para a otimização do combate às perdas de água. Este sistema permitiu que a EPAL conseguisse reduzir as perdas da rede de distribuição de Lisboa para apenas 8%, posicionando Lisboa entre as capitais mais eficientes do mundo ao nível de perdas de água.

Imagem de capa daqui.

 

 

CAPTCHA
Image CAPTCHA
Escreva o caracteres que vê na imagem do lado direito.