20 Abril 2015      14:32

Está aqui

ALCÁCER DO SAL

Faz amanhã precisamente 50 anos que um incêndio no arquivo da Câmara Municipal de Alcácer do Sal levou consigo boa parte da história do concelho.

O município assinala o acontecimento pelas 21:00 com a inauguração da exposição “Da Destruição da Memória ao Erguer das Cinzas”.

Esta exposição é composta por documentos e objetos à guarda do Arquivo Histórico Municipal complementados com outros resultantes da investigação levada a cabo para o efeito e vai mostrar pela primeira vez após o incêndio atas e documentação municipal e algumas peças de mobiliário retirado do edifício no dia do incêndio, sendo composta igualmente por fotografias e equipamento de escritório que contribuem para traçar um retrato da época, as plantas do edifício antes e depois do incêndio, livros que foram recuperados (posturas, livros de registo de cartas de ordem precatórias, rogatórias e mandados expedidos - crimes).

Em suma a exposição passa em revista os impactos de um sinistro que teve projeção nacional, as consequências para a atividade municipal e a vida da cidade, bem como os esforços e peripécias inerentes à reconstrução do edifício, até à inauguração de um espaço modernizado e sofisticado, embora “lar” de uma Câmara com parcos recursos.

Após o incêndio, a reconstrução do edifício, da autoria do arquiteto Nereus Fernandes, durou quatro anos, sendo oficialmente inaugurado a 24 de junho de 1969.

Após a inauguração ocorrerá uma tertúlia, que se realiza na entrada do edifício da Câmara Municipal e que junta antigos trabalhadores da autarquia, bombeiros e moradores da zona que presenciaram o fogo e que vão testemunhar sobre o dia que marcou Alcácer do Sal. O objetivo é lançar uma luz sobre o grande incêndio de 1965, que destruiu quase por completo o edifício dos Paços do Concelho e que agora acolhe estes eventos. Na altura muitos chegaram a comparar este incêndio com o que havia destruído o Teatro D. Maria II em Lisboa, classificando-o de “violento”, “pavoroso” e “catástrofe”.

A mostra estará patente ao público até ao próximo dia 24 de junho (data em que o edifício foi inaugurado, em 1969).

CAPTCHA
Image CAPTCHA
Escreva o caracteres que vê na imagem do lado direito.