12 Dezembro 2015      01:56

Está aqui

ÉVORA QUER CENTRO COMERCIAL NAS PORTAS DE AVIS

A Câmara Municipal de Évora vai lançar um concurso público para a venda de um terreno municipal, junto ao centro histórico – numa área total de 28.500 metros quadrados, entre a rotunda das portas de Aviz e o aqueduto das Águas de Prata - destinado à construção de um centro comercial.

O valor base deste concurso público é de 4,4 milhões de euros e a proposta para a sua realização foi apresentada pela gestão CDU, tendo sido aprovada por unanimidade, na mais recente reunião pública de câmara.

Carlos Pinto de Sá, presidente da autarquia eborense, explicou à Lusa que o concurso público se destina a "quem tenha condições para apresentar uma proposta não só para a compra do terreno", mas também um "pré-projeto" de centro comercial, no período de 90 dias úteis.

Revelou ainda que a escolha desta localização se deve a vários fatores: "A decisão não é apenas pelo preço. O preço tem peso, mas é o peso menor, uma vez que as questões de reabilitação da zona histórica e de enquadramento da zona patrimonial tem um peso muito significativo".

No entanto, a decisão definitiva para a venda do terreno só será tomada quando e se for apresentado um pré projeto que proponha uma implantação da infraestrutura que demonstre também valorizar o enquadramento patrimonial em que se insere o projeto.

Devido a esse mesmo enquadramento patrimonial e sendo Évora um Património Mundial da UNESCO, o caderno de encargos deste projeto terá algumas restrições óbvias como a volumetria do edifício – que não pode afetar os elementos patrimoniais, e o distanciamento suficiente da muralha e do aqueduto de modo a que as vistas não sejam afetadas.

Os promotores do futuro centro comercial terão ainda que suportar a adequação de todas as infraestruturas públicas que sejam afetadas e fazer um estudo sobre a circulação rodoviária na zona.

Imagem de capa Google.

CAPTCHA
Image CAPTCHA
Escreva o caracteres que vê na imagem do lado direito.