Está aqui

Venezuela

ZORRINHO REJEITA SANÇÕES QUE "PENALIZEM O POVO VENEZUELANO"

O eurodeputado eborense Carlos Zorrinho rejeitou ontem à noite no hemiciclo de Estrasburgo "sanções que tornem ainda mais difícil" a vida do povo venezuelano, que "tem sido profundamente martirizado" com a situação política, económica e social na Venezuela.

Com a situação na Venezuela a agravar-se, “a União Europeia não pode ser uma espécie de observador privilegiado”, sustentou Carlos Zorrinho, ao intervir precisamente no ponto da ordem de trabalhos sobre a situação naquele país latino-americano.

E A VENEZUELA?

Mais de dez mil feridos, mais de meia centena de mortos, vídeos em que as forças de segurança roubam pertences de cidadãos, escassez de comida e prateleiras vazias nos supermercados – é este o estado de sítio em que se encontra a Venezuela. Há 60 dias que o povo Venezuelano se manifesta nas ruas frente a uma enorme repressão policial, protestando contra o estado em que o País se encontra e contra a reforma que Nicolás Maduro quer fazer para reforçar os seus poderes políticos no País.

DICOTOMIAS DEMOCRÁTICAS

O mundo conheceu, neste fim-de-semana, dois resultados eleitorais, em dois países completamente diferentes, em dois continentes diferentes, com culturas democráticas bem diferentes.