Está aqui

Riqueza

VAMOS FALAR DE PRECONCEITOS

As televisões, os jornais, os blogues, e os gurus da autoajuda, querem incessantemente convencer-nos do nosso próprio egocentrismo. Centram tanto a sua mensagem em nós, ou em si próprios, que se convenceram de que a empatia e o preconceito são uma mera questão de ângulo, de posição. E por isso, perguntam-nos “e se fosse consigo?”; e “se tivesse que partir com uma mala o que levaria?”… Partindo do pressuposto de que, só se elimina o preconceito através da literalidade, da vivência forçada das situações ou, neste caso, do fingimento do pathos daquilo que o outro sofre.