Está aqui

NERBE

JERÓNIMO DE SOUSA EM BEJA NO PRÓXIMO DOMINGO

O Secretário-Geral do PCP, Jerónimo de Sousa, vai estar no próximo domingo em Beja para participar num almoço autárquico. O almoço decorre às 13h00, no pavilhão do Núcleo Empresarial da Região de Beja.

Nesta iniciativa estão previstas as intervenções de João Rocha – Presidente e Candidato à Presidência da Camara Municipal de Beja, José Luís Ferreira – Deputado e Membro da Comissão Executiva do Partido Ecologista “Os Verdes”, e Jerónimo de Sousa – Secretário-Geral do Partido Comunista Português.

Imagem de capa de regiao-sul.pt

FÓRUM EMPRESARIAL DO ALENTEJO JUNTA ESPECIALISTAS EM ÉVORA

O Núcleo Empresarial da Região de Évora, em parceria com o  Núcleo Empresarial de Beja e o Núcleo Empresarial de Portalegre,  organiza no próximo dia 25 de julho o Fórum Empresarial do Alentejo. Com o tema Inovação como factor da competitividade das empresas e do território, a iniciativa junta em Évora especialistas dos sectores privados e público para discutir os fatores críticos da inovação.

.

O Alentejo INOVAR + é um projeto dinamizado pelo Núcleo Empresarial da Região de Évora (NERE), Núcleo Empresarial de Portalegre (NERPOR) e Núcleo Empresarial do Baixo Alentejo e Litoral (NERBE), que visa promover a inovação na região.

ALENTEJO COM GRANDE ENCONTRO DE EMPREENDEDORES

Portalegre, Beja, Évora e Santarém, através dos seus núcleos empresariais, organizam o Fórum Regional para ao Empreendedorismo, que tem lugar em Estremoz, no próximo dia 2 de novembro.

A iniciativa é feita no âmbito do projeto ALENTEJO EMPREENDER +, desenvolvido em parceria pelas Associações Empresariais de Portalegre (NERPOR), Évora (NERE), Beja (NERBE/AEBAL) e Santarém (NERSANT), e associa uma Mostra de Ideias Inovadoras e o lançamento de um Concurso de Empresarialização.

.

O projeto ALENTEJO EXPORTAR MELHOR, projeto SIAC (Sistema de Apoio a Ações Coletivas) aprovado pelo Programa Operacional Regional do Alentejo (Alentejo 2020) e desenvolvido em co-promoção pelas Associações Empresariais de Beja (NERBE), Évora (NERE), Portalegre (NERPOR) e o SINES TECNOPOLO em conjunto e representando as micro, pequenas e médias empresas do Baixo Alentejo, Alentejo Central, Norte Alentejo e Alentejo Litoral, conta agora com a adesão de cerca de 60 empresas, oriundas de sectores de atividade totalmente alinhados com Estratégia Regional de Especialização Inteligente do Alentejo

ASSOCIAÇÕES EMPRESARIAIS DO ALENTEJO LANÇAM PROJECTO SEM CUSTOS PARA AS EMPRESAS

As empresas alentejanas contam a partir de amanhã com um novo programa de apoio à inovação e sem custos para as empresas.
A iniciativa é de uma parceria que envolve todas as associações empresariais do Alentejo (NERE, NERBE e NERPOR) e dirige-se a micro, pequenas e médias empresas do Alentejo Central, Baixo Alentejo e Norte Alentejano.

ALENTEJO VALE MENOS DE 5% DAS EXPORTAÇÕES MAS NÃO SE CONFORMA

Segundo dados avançados pelas Associações e Núcleo Empresariais do Alentejo, a região, que ocupa cerca de um terço do território nacional, exporta menos do que 5% dos bens transaccionados para fora do País.

EXPORTADORES DA CPLP REÚNEM NO ALENTEJO

Vai ser nos dias 20 e 25 de junho deste ano que decorrerá, em Beja, a terceira edição do Fórum Empresarial da União de Exportadores da CPLP.

Esta iniciativa – que decorrerá no auditório do NERBE e o Parque de Feiras e Exposições – contempla visitas a iniciativas empresariais importantes no distrito e dará visibilidade ao Baixo Alentejo como um parceiro negocial e empresarial importante para os países de língua oficial portuguesa, consolidando entre estes e os empresários alentejanos e portugueses um espaço de livre circulação de pessoas e bens.

ALENTEJO: APOIO À INTERNACIONALIZAÇÃO É PARA CONTINUAR

O “Alentejo 2015 Exportar +” foi um projeto desenvolvido através de uma parceria criada entre os Núcleos empresariais da região do Alentejo - NERBE/AEBAL, NERE e NERPOR – e, de acordo com fontes dos mesmos, o programa de internacionalização de micros e médias empresas foi um sucesso.

COOPERAÇÃO NOS NEGÓCIOS ALENTEJANOS

Não é habitual mas pode passar a ser comum. Falamos de instituições que colocam de lado a divisão do Alentejo e trabalham em conjunto, com um único objectivo, tratar o Alentejo como um todo, ou quase todo, comentamos nós.

Páginas