Está aqui

Natal

DISCUSSÕES FAMILIARES? NORMAL

É quase impossível existir uma refeição, ver um filme etc. durante esta época festiva onde não exista uma discussão entre familiares.

E há filmes que costumam passar nesta época festiva e em que “arte imita a vida” e que expressam e exemplificam a vida real durante o Natal; recordamos “Sozinho em Casa”, “Amor acontece”, “Natal em família”, “Um Natal muito, muito louco” entre outros. Perante estes filmes, se não no total, pelo menos parcialmente, despem milhares de famílias por esse mundo fora e expõe algumas dessas realidades.

ALERTA SPOILER NATAL: O SEU PRESÉPIO ESTÁ ERRADO

É tradição que, chegado o Natal, os presépios toem os seus lugares de destaque.

Há de todos os tipos: antigos, modernos, de barro, de madeira, de material reciclado, de papel, mais tradicionais e menos (muito menos) ortodoxos como o presépio inspirado pela febre dos zombies provocada de “The Walking Dead?” ou por star Wars, ou na Irlanda com duendes e cerveja Guinness.

VAI ÀS COMPRAS? CUIDADO

O marketing e a publicidade são mais complexos e profundos que aquilo que a maioria das pessoas pensa. Envolvem psicologia, sociologia etc.

Por exemplo, a arrumação e organização de um supermercado não acontece de forma aleatória, pelo contrário, têm lógica e uma certa ciência por detrás, na verdade, há truques que os supermercados usam para fazer com que compre o que não precisa, ou que os seus filhos o obriguem a fazê-lo.

O CUSTO OCULTO DO NATAL

Na época natalícia o consumo imediato, impulsivo e irrefletido aumenta mais do que em qualquer outro período do ano. Durante este período, é gerada uma grande quantidade de resíduos orgânicos e de resíduos recicláveis como embalagens de cartão, papel e vidro. Todo esse aumento de consumo gera um enorme impacte ambiental que é responsável pela maior pegada de carbono individual diária registada ao longo do ano.

E SE ALEPO FOSSE AQUI?

Ninguém que conheça uma criança deve passar sem se deter nesta imagem.

Quem é? Onde é? O que fez? Nenhuma das respostas a estas perguntas justificará a imagem que vê.

Centenas de imagens e vídeos foram libertadas e partilhadas por pessoas prestes a morrer durante a “tomada de Alepo”. Guardo um vídeo em especial, pelas semelhanças comigo, o vídeo de Abdulkafi Alhamdo, pai, professor, jornalista e ativista – rebelde aos olhos do regime.

1300 ESCUTEIROS TRAZEM A LUZ A ÉVORA

Serão cerca de 1300 os escuteiros do Corpo Nacional de Escutas – CNE, de todo o país que se vão reunir em Évora, este domingo, 11 de dezembro, para levarem depois a  “Luz da Paz de Belém” a todo o país.

“A Luz da Paz de Belém” foi acesa na Gruta da Natividade, em Jerusalém - local do nascimento de Jesus – e é uma chama que se encontra sempre acesa na Gruta da Natividade.

“ESPÍRITO DE NATAL” PARA AS CRIANÇAS ALENTEJANAS

Quando já se sentem os efeitos e encantos da época natalícia, crianças de Beja e Portalegre, dos 5 aos 11 anos, vão poder estar na presença do Pai Natal e participar em sessões de teatro interativo com muita festa e animação.

Será entre os dias 12 e 16 de dezembro, que cinco cidades portuguesas - Guarda, Vila Real e Lisboa completam o rol - vão receber o “Espírito de Natal” um camião personalizado, com um cenário alusivo ao Natal, transportando a magia da época ao longo de cinco dias, e onde não serão esquecidas pequenas lembranças para as crianças.

INATEL TRAZ MÚSICA AO NATAL ALENTEJANO

Será com música sacra que a Fundação INATEL vai celebrar este Natal e vai compartir essa música com o Alentejo, ao fazê-lo nas três capitais de distrito alentejanas: Portalegre, Évora e Beja, além de Castelo de Vide.

De 3 a 30 de dezembro, serão 14 os concertos que a Fundação INATEL – através de parcerias -  vai promover, em doze cidades – além das alentejanas, acontecerão também em Coimbra, Braga, Aveiro, Faro, Leiria, Santarém, Guarda, Funchal e Viana do Castelo.

NATAL

Amanhã, quinta-feira, 1 de dezembro, pelas 16 horas, o Pai Natal vai aterrar em Reguengos de Monsaraz e vai fazê-lo de forma algo insólita: num insuflável gigante.

Do programa - que marca o início das festividades natalícias na cidade alentejana – fazem ainda parte um desfile pelas ruas, com o Pai Natal em charrete e acompanhado dos seus duendes, com muitas, muitas surpresas e animação e onde nem a neve faltará.

SOLIDARIEDADE SELECTIVA E OUTRAS HIPOCRISIAS

Devo confessar que nunca fui uma pessoa de cerimónias de bem parecer e á medida que o tempo passa essa minha característica vai-se intensificando, desconfio. O que para uns possa parecer rude da minha parte para mim parece-me apenas honestidade e um quanto de escassez de paciência de que, não se engane, todos sofremos mas poucos admitem. Se durante todo o ano já sofro dessa síndrome quando chegam o Natal e a Passagem do ano essa síndrome aumenta de forma a tornar-se insuportável para uma convivência se não harmoniosa, pelo menos calma entre mim e os restantes seres humanos.

Páginas