Está aqui

Meteorologia

O ALENTEJO ESTÁ A CONSTRUIR A SUA REDE DE ESTAÇÕES METEOROLÓGICAS

São uma equipa de apenas 4 pessoas, voluntários empenhados em dar ao Alentejo dados meteorológicos fiáveis e autónomos do IPMA, o Instituto Português do Mar e da Atmosfera, colmatando o que chamam de "falha" no interior do País e que é a "ausência de estações do IPMA". E já ganharam um prémio pelo seu trabalho.

HOJE PREVÊ-SE VENTANIA EM BEJA

De todos os distritos alentejanos, Beja é o único que está sob pressão do "Aviso Amarelo" do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) que alerta para rajadas de vento até 80 quilómetros hora, particularmente na faixa costeira.
Para além disso as temperaturas no Alentejo vão oscilar entre os 6º de mínima e os 14.º de máxima.
 
Imagem de capa de Adrian Sommeling.

 

TEMPERATURA NO ALENTEJO VAI BATER NO ZERO

A partir deste fim-de-semana, 17 e 18 de dezembro, vamos assistir já a uma descida das temperaturas, em especial das mínimas. E prevê-se que na próxima semana os termómetros baixem ainda mais durante a noite, podendo mesmo chegar perto dos 0ºC entre os dias 20 e 23.

Fonte: meteoalentejo.pt

Imagem de capa de David Trood via Getty Images

CHUVA E VENTO MARCAM O FIM-DE-SEMANA

A aproximação de uma depressão ao sul do país vai provocar a partir deste sábado um agravamento das condições meteorológicas no Alentejo.

Durante a manha deste sábado já houve chuva, em geral fraca, e irá aumentar a de intensidade a partir da tarde, prevendo-se que o período com mais instabilidade (chuva forte e trovoada) será a partir da tarde de sábado e durante o dia de domingo.

Há sérios risco de inundações, pois podem chegar a acumular-se 30mm de precipitação em 3 horas, como informa o meteoalentejo.com.

ALENTEJO: VEM AÍ BORRASCA

O deslocar de uma depressão sobre a Península Ibérica vai provocar amanhã e sábado tempo bastante instável em Portugal. A depressão deverá deslocar-se para sul nesta sexta-feira e começar a afectar o estado do tempo no Alentejo com previsão de períodos de chuva por vezes forte e acompanhada de trovoada. Prevê-se que no interior do Alentejo o período com mais instabilidade seja a noite sexta para sábado que é quando a precipitação deverá ser mais intensa. Podem chegar a acumular-se em 6 horas valores entre os 20mm e os 30mm.

CHUVA FORTE COLOCA ALENTEJO EM ALERTA AMARELO

Tardou, mas aí está a chuva e a baixa de temperaturas.

Este fim de semana o estado do tempo vai agravar-se em todo Portugal continental com previsões de aguaceiros intensos, vento forte, forte agitação do mar e até possível queda de neve nas terras altas.

Os distritos de Portalegre, Évora e Beja estão sob aviso amarelo do Instituto Português do Mar e da Atmosfera – IPMA quanto à precipitação, pois esperam-se vários períodos de chuva forte.

MAU TEMPO PÕE BEJA EM ALERTA LARANJA

Além da Madeira, são cinco os distritos do continente sob aviso laranja – o segundo mais grave - devido a agitação marítima e o distrito de Beja é um dos afetados, já hoje, a partir do final da tarde e até à madrugada de segunda-feira, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

A agitação marítima vai piorar de tal modo que algumas ilhas dos Açores estão mesmo sob aviso vermelho, tal como a costa norte da madeira e Porto Santo.

VAI CAIR GELO NO ALENTEJO

Segundo as previsões do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) nos próximos dias Beja vai ter chuva forte e trovoada. Já Évora e Portalegre podem contar com muita chuva, granizo e trovoada. Abrigue-se.

Imagem de capa da novotempo.com

ALENTEJO VOLTA ÀS TEMPERATURAS DE VERÃO

A chuva e a descida da temperatura marcaram o dia de ontem um pouco por todo o país. Mas o Instituto do Mar e da Atmosfera (IPMA) prevê que o calor volte a partir de hoje e que as temperaturas altas regressem no fim de semana.

Entre hoje e sexta Beja, Évora e Portalegre voltam às temperaturas de verão, na casa dos 30.º graus.

Créditos da imagem de capa: NUNO VEIGA / LUSA

MORA FOI NÚMERO 1 NO CAMPEONATO DAS MAIS QUENTES

No passado domingo, a localidade de Mora (Évora) registou a temperatura mais elevada do país, tendo registado 42,3º C.

Este verão tem sido pródigo em temperaturas elevadas – mais que o habitual – e ontem, Portalegre registava também a temperatura mínima mais elevada: 26,5ºC.

O IPMA – Instituto do Mar e da Atmosfera, revelou à Lusa que "O mês de julho de 2016 em Portugal continental tem-se caracterizado por valores muito altos da temperatura máxima do ar, muito superiores aos valores médios e valores de temperatura mínima superiores ao normal".

Páginas