Está aqui

Medronho

FRUTO DA DISPUTA COM O ALGARVE VAI TER FESTIVAL NO ALENTEJO

O medronho, fruto que tem merecido aceso debate entre o Algarve e o Baixo Alentejo, vai ter um festival em Saboia, Odemira. Falamos do 1º Festival do Medronho, incluído na FACES – Feira das Atividades Culturais e Económicas de Sabóia, um certame dedicado aos produtores e atividades associadas, que decorre entre 13 e 15 de Agosto.

Expositores, artesanato ao vivo, animação e degustação de produtos ligados ao medronho serão pontos fortes desta feira que conta com dezenas de expositores de várias atividades económicas.

SEMANA DO MEL E DO MEDRONHO

Entre os dias 16 e 22 de novembro irá decorrer no concelho de Odemira a Semana Gastronómica do Mel e Medronho, e na qual participarão diversos restaurantes com o objetivo de promover dois dos produtos regionais com maior qualidade e tradição.

TRÊS BAGAS DE MEDRONHO

Há nas encostas do Caldeirão três bagas de medronho solitárias. Três bagas que se acomodam nas folhas verdes molhadas da chuva que caiu torrencialmente na noite anterior. Há três bagas de medronho no mesmo cacho, uma amarela, outra verde, outra vermelha. São três bagas solitárias de medronho que ficaram esquecidas no meio do monte. Naquela umbria do Caldeirão, há bagas de medronho que se cristalizam na memória dos habitantes da serra. É uma encosta cheia do ruído das chuvas, das manhãs enovoadas do outono que despoleta no fim de setembro e que deixa as suas marcas em todas as outras árvores, mas não nos medronheiros. É nesta altura que o medronho cresce e se transforma em baga, num vermelho tão forte que fermentará em largos potes até que chegue o Natal.

ALENTEJO VS ALGARVE

A Associação dos Produtores de Aguardente de Medronho do Barlavento Algarvio (APAGARBE), com sede em Monchique, formalizou o pedido de registo de Medronho do Algarve como IGP - Indicação Geográfica Protegida e incluiu então na proposta 8 freguesias dos concelhos alentejanos de Almodôvar, Odemira e Ourique.

Alentejo e Algarve

Os Presidentes das Câmaras Municipais de Almodôvar, Odemira e Ourique, António Bota, José Alberto Guerreiro e Pedro do Carmo, respetivamente, acusam de “prepotente e abusiva” a tentativa da Associação dos Produtores de Aguardente de Medronho do Barlavento Algarvio de incluir o medronho produzido em oito freguesias destes concelhos de “Algarve”.