Está aqui

Governo

A GALINHA DOS OVOS DE OURO

Os combustíveis em Portugal são caros. Para isso, basta comparar com outros países europeus e entender que, depois de impostos, temos em média o sexto gasóleo e a sétima gasolina com os preços mais elevados da União Europeia.

Mas, com o fim da revisão trimestral do Imposto sobre Produtos Petrolíferos (ISP), criada no ano passado com o intuito de proteger os automobilistas através da diluição das subidas bruscas no preço dos combustíveis, o consumidor final sai, severamente penalizado, numa altura em que o barril de petróleo custa mais do que custava há um ano.

PORTEL COM EQUIPA DE INTERVENÇÃO PERMANENTE

O Secretário de Estado da Administração Interna, Jorge Gomes, preside, amanhã, dia 25, à Cerimónia de Assinatura do Protocolo de constituição da Equipa de Intervenção Permanente (EIP) entre a Câmara Municipal de Portel, a Autoridade Nacional de Proteção Civil e a Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Portel. José Manuel Grilo, presidente do município, defende que a existência de uma EIP no concelho, dá garantias adiccionais às populações e aumenta a capacidade do concelho em responder a situações de emergência.

ROTEIRO “CIDADANIA EM PORTUGAL” VOLTA AO ALENTEJO

O Roteiro Cidadania em Portugal vai voltar ao Alentejo, a 26 e 27 de julho, para duas sessões em Viana do Alentejo e Aljustrel.

Esta iniciativa é uma parceria do Governo e da Associação Portuguesa para o Desenvolvimento Local (ANIMAR) e pretende colocar as redes e comunidades locais a discutir os temas da cidadania, da participação cívica, o combate às desigualdades ou as discriminações.

PRIORIDADES GOVERNATIVAS

Esta semana, António Costa definiu como as principais prioridades da segunda metade do mandato governativo a habitação, a saúde e a educação.

Não menosprezando a importância da saúde e da educação já referidas nestas crónicas, não posso deixar de realçar a importância dada pelo Governo à necessidade de existir habitação acessível para todos.

NOVO MODELO DE APOIO ÀS ARTES APRESENTADO HOJE EM ÉVORA

O novo modelo de apoio às artes do governo aos agentes culturais é apresentado hoje, em Évora, depois da sua apresentação em Lisboa, Faro, Coimbra e Porto.

O encontro com os agentes culturais decorre hoje, às 18h00, naquela cidade alentejana e conta com a participação do secretário de Estado da Cultura, Miguel Honrado, e a diretora-geral das Artes, Paula Varanda.

POUCA VERGONHA

A oposição de direita e o seu líder mudaram de estratégia.

Percebendo que no debate parlamentar a comparação entre o presente e os tempos da sua governação deixa evidente que havia alternativa à austeridade e ao caminho de empobrecimento por ele escolhido, o líder da oposição, aproveitando os jantares de apresentação de candidaturas autárquicas, vai lançando os seus ataques à governação.

OPOSIÇÃO PRECISA-SE

Passos Coelho veio esta semana afirmar que o País não pode andar à boleia do Turismo. Declarações que, de um antigo Primeiro-Ministro que aprovou o programa dos Golden Visa, um dos motivos que mais tem contribuído para a entrada de turistas no nosso País são, no mínimo incongruentes.

Mais uma vez, Passos Coelho apresenta fortes sinais de descoordenação política criticando tudo o que de positivo o Governo tem feito ou, quando a critica se demonstra sem sentido, afirmando que o resultado positivo apenas surgiu fruto ao trabalho do seu Governo.

GOVERNO AUTORIZA MEDICINA NUCLEAR EM ÉVORA

Na passada sexta-feira, 23 de junho, o Governo autorizou o HESE - Hospital do Espírito Santo de Évora a adquirir serviços de medicina nuclear.

Como publicado por portaria em Diário da Republica, o HESE está autorizado a assumir um encargo plurianual até ao montante de 482.427,00€ (mais IVA) para a aquisição serviços de medicina nuclear, uma especialidade médica que aplica pequenas fontes de radiação ligadas a moléculas específicas para estudar aspetos particulares do doente e da doença.

INTENÇÕES QUE ARDEM, VIDAS QUE SE VÃO

É certo que não sou especialista em questões ambientais, nem tão pouco sou um visionário no que toca a assuntos da esfera florestal, ecológica e do ordenamento do território. O que vos quero trazer aqui é apenas uma memória de infância, que me faz refletir várias vezes aquando das catástrofes incendiárias. A tragédia de Pedrógão Grande refrescou-me novamente a memória…infelizmente não pelas melhores razões.

O QUÃO PEQUENOS SOMOS

Esta imagem reflecte tudo o que todos nós temos vindo a sentir perante esta tragédia. Não são “apenas” o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa e o Secretário de Estado da Administração Interna, Jorge Gomes num abraço emocionado. São dois homens a tentar reagir perante a dimensão da tragédia que assolou Pedrógão Grande.

Páginas