Está aqui

Europa

PORTUGAL PRECISA INVERTER OS INDICADORES DEMOGRÁFICOS

Portugal É o segundo país da UE onde menos se nasce.

Não querendo entrar no campo demasiado técnico, até porque a minha formação académica sobre essa matéria é apenas superficial e os leitores não esperam isso de mim, quero, sim, alertar para uma situação, agora que se comemorou (no passado dia 11 deste mês) o Dia Mundial da População, que nos deve deixar a todos apreensivos e cientes que teremos, com alguma urgência, colocar o assunto na agenda política do País: a pobre demografia de natalidade.

MERCADO ÚNICO DIGITAL NA UE PODE VALER 415 MIL MILHÕES ANUAIS

Quando utilizam serviços e ferramentas em linha, os cidadãos europeus  e as empresas deparam-se com obstáculos que, calcula a União Europeia, estão a impedir um acréscimo na economia europeia de "415 mil milhões de euros por ano".

11 DE SETEMBRO: AINDA SE VÊ O FUMO

Lembro-me perfeitamente do momento do atentado.

Era um jovem universitário a fazer zapping compulsivo na tentativa de encontrar uma desculpa para não pegar nos livros, quando – passavam uns minutos das 9:03h em Nova Iorque, 14:03h em Portugal – ao ver um pasmado José Rodrigues dos Santos, paro na RTP1 e vejo um jornalista experiente - cujas primeiras memórias me enviam para a Guerra no Golfo, estando, como tal, habituado a cenários difíceis – atónito, a tentar explicar o que estava a acontecer nas imagens que se viam em direto dos Estados Unidos.

DA FICÇÃO À REALIDADE

Como na ficção, o enredo não pode terminar rápido. A novela “Dilma” dura desde o final de 2015, terminando ontem com a sua destituição do cargo de Presidente do Brasil. Mas a novela “Dilma” poderá estar longe de terminar, no momento em que uma segunda votação lhe dá a possibilidade de voltar a concorrer a cargos públicos nos próximos 8 anos.

MOBILIDADE EUROPEIA, JOVENS E DEMOCRACIA

A juventude e os valores para a construção do sonho europeu de democracia, liberdade e mobilidade de pessoas e bens, devem ser entendidos como pilares fundamentais para a sustentação da Europa como um continente de desenvolvimento, defesa dos Direitos Humanos e da paz entre os povos.

Escrever sobre estes temas vem, entre muitos outros projectos, dos últimos 2 cursos de formação que a associação a que presido, Mundus Intercultural, desenvolveu nos últimos 30 dias.

ESTARÁ A EUROPA CONDENADA À AUTO-DESTRUIÇÃO E AUTO-RECONSTRUÇÃO AD AETERNUM?

É do conhecimento geral que a história, por si, tem tendência a repetir-se, outros preferem dizer que não se repete, mas que rima.

NÃO POSSO E NÃO QUERO SER NICE

É verdade que a cada semana uma nova onda de terror nos assola. Também é verdade que a nossa solidariedade para com as vítimas se faz notar, principalmente nos dias seguintes (principalmente até nos voltarmos a esquecer), em ondas de estupefacção, pedidos de cessar-fogo ou na justa e sempre muito eficaz promessa de violência para com os violentos. – Note-se que, devido a essas promessas e a essa vontade de olho por olho, o mundo é um local realmente mais pacífico hoje.

NEM RONALDO AGRADOU A TODOS

Costuma-se dizer que o futebol é uma religião. Se for, está cheia de profetas e de alguns deuses, fora os milhares de apóstolos. Alimenta a crença e a esperança de milhões de seguidores e arrasta multidões para a celebração do seu espetáculo. O futebol tem tanto de apaixonante como de controverso. É um desporto, como todos os outros, que alimenta lágrimas, suores e cânticos. Preferências e loucuras exacerbadas. Quem é mais livre, aquele que nunca chutou uma bola na vida, ou o adepto que contraria todas as regras da ponderação e gasta as suas poupanças para assistir à final do próximo europeu, onde Portugal enfrenta a França?

POSICIONAR A UE NO PÓS-BREXIT

Mais que acusações ou trocas de “galhardetes” entre os vários intervenientes do brexit, é necessário posicionar a UE nesta nova conjuntura que poderá significar um novo começo, ou tal como muitos agoiram, o principio do fim do bloco europeu. O atual cenário é novidade, e discute-se quem terá mais a perder, a UE, que apesar de todos os seus problemas estruturais é o maior mercado mundial, ou o Reino Unido, uma das maiores potências mundiais e a 2º maior economia europeia.

TROPAS EUROPEIAS PREPARAM GUERRA NO ALENTEJO

Não se assuste com o ruído e com o cenário de guerra. Aliás, provavelmente estará já habituado/a, pois Portugal e o Alentejo têm-se mostrado o cenário ideal para exercícios militares das forças da NATO. Desta feita, de 19 de junho a 1 de julho, a Força Aérea Portuguesa irá realizar mais um exercício multinacional no Alentejo.

Páginas