Está aqui

desenvolvimento

ÉVORA GANHA LABORATÓRIO VIVO PARA A DESCARBONIZAÇÃO

Évora foi uma das cidades nacionais escolhidas pelo Governo Português para receber um Laboratório Vivo para a Descarbonização.

De 35 cidades que apresentaram uma candidatura ao Fundo Ambiental foram escolhidas 12 e Évora está entre as selecionadas para este projeto que pretende tornar as cidades mais inovadoras, sustentáveis e inclusivas, e que estes fatores tenham reflexo na qualidade de vida dos cidadãos. Estes objetivos serão conseguidos através da tecnologia e promovendo um aumento da eficácia e redução do consumo de energia.

 

Imagem de ruralea.com

AGRICULTURA: NOVO BANCO PROMOVE CONFERÊNCIA EM ÉVORA

O “Novo Banco” vai promover um ciclo de conferências e a primeira será, em Évora, dedicada à agricultura.

Decorrerá a 22 de fevereiro, no PCTA - Parque de Ciência e Tecnologia do Alentejo com o nome: ”As Novas Culturas e Tendências do Sector Agrícola”.

O presidente do PCTA e vice-reitor da Universidade de Évora, Paulo Quaresma, o CEO do Novo Banco, António Ramalho, e o presidente da EDIA – Empresa de Desenvolvimento e Infra-Estruturas do Alqueva, José Pedro Salema farão a abertura da conferência.

ALENTEJO TEM A MELHOR QUALIDADE AMBIENTAL DO CONTINENTE

O Alentejo (NUTS III)  tem a melhor qualidade ambiental de Portugal continental segundo revela o Indicador Sintético de Desenvolvimento Regional (ISDR), revelado recentemente e que reporta aos últimos dados existentes, 2014 -  e que compara o estado de desenvolvimento das regiões nacionais em termos globais, cruzando e comparando dados sobre competitividade, coesão e qualidade ambiental.

A REVOLUÇÃO ARQUITÉTONICA DE AZENHA DO MAR

A localidade de Azenha do Mar, na freguesia de S. Teotónio, em Odemira (Beja), recebe uma exposição 8 trabalhos arquitetónicos referentes ao Concurso Internacional de Ideias – Europan#13, de 9 de setembro a 6 de novembro.

A exposição tem por base o concurso a valorização da aldeia piscatória, levado a efeito pelo município, com o intuito de a adaptar às dinâmicas atuais e desenvolver de forma sustentável o elevado potencial turístico.

PORTUGAL MAIS PRÓXIMO DE MARROCOS

Amanhã, segunda 25, vai realizar-se o workshop “Portugal - Marrocos, os Caminhos da Cooperação no Mediterrâneo” - promovido pela Universidade de Évora - com a presença do Ministro do Ensino Superior, Investigação Científica e Formação de Quadros de Marrocos, Lahcen Daoudi e da Secretária de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior de Portugal, Maria Fernanda Rollo.

O objetivo é reforçar a cooperação bilateral nos domínios do ensino superior, investigação e inovação.

O FUTURO DA DEMOCRACIA EM PORTUGAL E NA EUROPA

Pensar sobre o Futuro de um sistema político vigente num país e no seu continente requer, além de ponderação, uma grande firmeza objetiva sobre os parâmetros mais importantes a realçar. Para tal é necessário, além de elaborar expectativas, proceder a uma análise de diagnóstico sobre o Presente e o Passado que nos conduziram até aqui, hoje, e sobre as condições que na atualidade norteiam a sociedade, a vida e o pensamento coletivo.

ALENTEJO MAIS INTELIGENTE

Um projeto desenvolvido pela Cisco, em parceria com a Agência de Desenvolvimento Regional do Alentejo (ADRAL) e a Comunidade Intermunicipal do Alentejo Central (CIMAC), envolvendo 14 municípios do Alentejo Central, vai tornar o Alentejo mais inteligente e “conectar” as suas comunidades.

PODEMOS MUDAR O MUNDO A PARTIR DO ALENTEJO?

Não me interpretem mal, em termos filosóficos eu sou um autêntico pessimista. Não acredito que haja qualquer tipo de redenção possível para a “Humanidade”, nem me revejo já, numa ideia de vida pós-morte. Talvez sejamos fruto de uma má conceção biológica, que nos leva a acreditar numa determinada superioridade, mas possivelmente não passamos de matéria condensada pelo tempo. Ainda assim, enquanto realista, no dia-a-dia, levo-me a pensar que talvez seja possível mudar o mundo, ou as condições de vida nele, de cada um de nós. E nesse caso, porque não, começar no Alentejo.

O QUEIXUME (JÁ) NÃO DEVE MORAR NO ALENTEJO!

É comum ouvir de muitos pessimistas que o Alentejo está cada vez mais a despovoar-se. É ainda mais comum aos menos informados, dizerem que a região Alentejana serve apenas para ir respirar um bom ar puro e passar um bom fim-de-semana turístico pela planície. Há ainda uns, que em busca de um certo protagonismo parolo nos associam ao “tempo dos cowboys e dos pistoleiros”.

ALENTEJO RUMO AO DESENVOLVIMENTO

O Alentejo parece navegar a velocidade de cruzeiro, rumo à Competitividade, Inovação e Conhecimento, procurando ao mesmo tempo aumentar a valorização do espaço regional. Como? É simples, através dos projetos submetidos e aprovados no programa INALENTEJO - Programa Operacional Regional do Alentejo 2017-2013, que absorveu 100% dos fundos europeus que constituíam a sua dotação.

Páginas