Está aqui

CCDRA

RESERVAS DE ÁGUA "GARANTEM ABASTECIMENTO PÚBLICO" NO ALENTEJO

Numa reunião que decorreu ontem em Évora e que juntou governo, autarcas, Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas, da Empresa de Desenvolvimento e Infra-Estruturas do Alqueva, da Agência Portuguesa do Ambiente, da Águas de Portugal e das Comunidades Intermunicipais do Alto Alentejo, do Alentejo Central, do Alentejo Litoral e do Baixo Alentejo, o secretário de estado do Ambiente, Carlos Martins, garantiu que as reservas de água são suficientes para garantir o abastecimento público no Alentejo, afastando os "piores cenários" com base em estudos realizados às necessidades de água e

SECA MOTIVA REUNIÃO COM SECRETÁRIO DE ESTADO DO AMBIENTE EM ÉVORA

O Secretário de Estado do Ambiente, Carlos Martins, está hoje em Évora para uma reunião com autarcas alentejanos, a Associação de Regantes da Vigia, o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas, da Empresa de Desenvolvimento e Infra-Estruturas do Alqueva, a Agência Portuguesa do Ambiente, a Águas de Portugal e as Comunidades Intermunicipais do Alto Alentejo, do Alentejo Central, do Alentejo Litoral e do Baixo Alentejo.

MINISTRO DO AMBIENTE HOJE EM ÉVORA PARA DEBATER ECONOMIA DO FUTURO

Évora recebe hoje, 26, de junho, o Ministro do Ambiente, João Pedro Fernandes, para um debate acerca da Economia Circular. A iniciativa decorre às 14h30, no auditório da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Alenteo (CCDRA)

Este novo modelo de desenvolvimento económico ao contrário do vigente que é linear (matéria-prima, produto, resíduo), é assente na circularidade, ou seja, matéria-prima, produto, reciclagem, reutilização, evitando, desta forma, o consumo de recursos naturais não renováveis e, conferindo, assim, sustentabilidade ao processo.

ECONOMIA CIRCULAR DO ALENTEJO JÁ ESTÁ A SER PENSADA

A CCDRAlentejo assinala hoje o Dia do Ambiente, com o 1º Fórum para a Economia Circular do Alentejo, iniciativa que irá juntar o gabinete do Secretário de Estado do Ambiente com os serviços da comisssão e um conjunto alargado de parceiros regionais e nacionais para reflectir, discutir e delinear os pilares em que irá assentar a estratégia regional de dinamização da economia circular.

ANTÓNIO COSTA HOJE EM ÉVORA

O Primeiro-ministro está hoje em Évora para lançar o Investimento nas Economias Locais para a Coesão Territorial e o Emprego, através de um novo sistema de incentivos ao emprego e ao empreendedorismo, numa acção promovida pelo Ministro do Planeamento e das Infraestruturas, Pedro Marques.

A iniciativa decorre nas instalações da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Alentejo, às 10h00.

 

 

 

ALENTEJO 2020 JÁ APROVOU 420 MILHÕES DE EUROS DE INVESTIMENTO

Com uma dotação global de 1 082,9 milhões de euros, o Alentejo 2020 – Programa Operacional Regional do Alentejo, já aprovou 420 milhões de euros de investimento até ao final de 2016.

Dos 420 milhões aprovados, 176 milhões dizem respeito à "competitividade e internacionalização da PME da Região e para a consolidação do Sistema Regional de Investigação e Inovação (I&I), através da promoção da transferência do conhecimento científico e tecnológico para as empresas".

.

Garantir a total transparência na atribuição dos fundos da União Europeia envolve a partilha com todos os cidadãos da informação relativa às entidades, montantes e resultados contratados.

GRAÇA FONSECA EM ÉVORA PARA DIVULGAR ORÇAMENTO PARTICIPATIVO

A  Secretária de Estado Adjunta e da Modernização Administrativa, Graça Fonseca vai estar amanhã, dia 30 de novembro, em Évora, para divulgar o Orçamento Participativo Portugal (OPP) junto dos membros do Conselho Regional da CCDR Alentejo.

A ideia do Governo é contribuir para o desenvolvimento de mecanismos de democracia participativa e para a promoção da participação dos cidadãos na vida do país e das cidades através de um Orçamento Participativo de âmbito nacional, ao nível do Orçamento de Estado, de acordo com o que está inscrito no seu Programa.

ALENTEJO QUER AUMENTAR TAXA DE SUCESSO DAS CANDIDATURAS A FUNDOS COMUNITÁRIOS

Muitos são os factores críticos que levam ao insucesso das candidaturas a fundos comunitários, a começar pela aparente complexidade dos procedimentos. A Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Alentejo pretende identificar esses factores críticos e aumentar a taxa de sucesso das candidaturas a Projectos I&D Empresas em Co-Promoção e Projectos Demonstradores a candidatar ao Alentejo 2020.

NO ALENTEJO COME-SE BEM

Há um padrão alimentar que é melhor e mais saudável que quase todos os outros.

Páginas