Está aqui

BE

ALENTEJO: "PETRÓLEO NÃO NOS VAI TRAZER NENHUMA RIQUEZA"

A Eurodeputada Marisa Matias, eleita pelo Bloco de Esquerda, esteve ontem em Odemira para "dizer não ao furo" de petróleo ao largo da Costa Alentejana. Para Marisa Matias, que falava num comício em Vila Nova de Milfontes, a população tem "um ano para impedir a prospeção de petróleo", que não "nos vai trazer nenhuma riqueza" e que a lógica de empresas "como a Galp não é fazer riqueza para as populações".

Para já dia 12 de agosto está agendada uma manifestação organizada pelas associações ambientalistas na praia de Odeceixe.

CATARINA MARTINS HOJE EM ÉVORA

A coordenadora nacional do Bloco de Esquerda, Catarina Martins, vai estar hoje, 29 de junho, em Évora, para uma visita à feira anual daquela cidade alentejana, a Feira de São João. A iniciativa prevê uma intervenção de Catarina Martins, âs 18h00, no stand que aquela força política ocupa na feira.

CATARINA MARTINS EM ÉVORA PARA APRESENTAR CANDIDATOS AUTÁRQUICOS

O Bloco de Esquerda promove no próximo dia 20 de Junho, às 18h00,  no Largo da Rua São João de Deus (junto à farmácia Rebocho Pais), uma Sessão Pública de Apresentação das Candidaturas Autárquicas do Bloco de Esquerda para o Concelho de Évora.

A sessão contará com as intervenções de Catarina Martins (Coordenadora Nacional do BE), Maria Helena Figueiredo (Cabeça de Lista à Câmara Municipal de Évora) e Bruno Martins (Cabeça de Lista à Assembleia Municipal de Évora).

CUMPRIMOS O DÉFICE. E PORTUGAL?

Só quem coloca a ideologia à frente do País é que não ficaria satisfeito com os resultados do défice de 2016 apresentados pelo Governo.

É curioso assistir aos que hoje fazem tanta questão em afirmar que os 2,1% de défice se deve exclusivamente a António Costa, foram os mesmos que ainda hoje contestam a governação de Pedro Passos Coelho, que recebeu um défice de 11,2% de Sócrates e entregou o País ao actual governo com um défice de 3% (sem contar com o BANIF).

O ASSALTO AO BANCO DE PORTUGAL

Tem vindo a tornar-se hábito assistirmos ao Partido Socialista quando está no Poder tentar impor a sua vontade em Instituições Públicas com autonomia de decisão ou em Entidades independentes.                                               Viu-se na altura de José Sócrates na sua ligação ao grupo Espanhol da Media Capital (entre outros) e vê-se agora nas nomeações e nas tentativas de se rever o modelo de uma Entidade que pela sua independência e trabalho técnico que é o Conselho das Finanças Públicas, não tem que partilhar das previsões e das vontades do Governo.               

BE: ALMENDRES E ANTA GRANDE DO ZAMBUJEIRO ESTÃO AO ABANDONO

O deputado do Bloco de Esquerda Jorge Campos esteve numa visita com dirigentes locais  ao Cromeleque dos Almendres e à Anta Grande do Zambujeiro, em Évora e concluiu que é preciso dar resposta "ao estado de abandono e de degradação" em que estas se encontram, tendo dado conhecimento ao governo das preocupações em torno deste património histórico.

Jorge Campos constatou "sinais de vandalização" no Cromeleque dos Almendres e "graves problemas de conservação" na Anta Grande do Zambujeiro.

JOÃO SEMEDO E JOSÉ MANUEL PUREZA EM ÉVORA PARA DEBATER EUTANÁSIA

O Bloco de Esquerda promove na próxima sexta-feira, dia 10 de Março, pelas 21h na Sala dos Leões (Câmara Municipal de Évora – Praça do Sertório) uma sessão aberta ao público para debater a Morte Assistida.

“Pelo Direito a Morrer com Dignidade” conta com as intervenções de João Semedo (um dos fundadores do Movimento Cívico para a Despenalização da Morte Assistida), José Manuel Pureza (Deputado do Bloco de Esquerda) e João Barreto (Enfermeiro no Hospital do Espírito Santo – Évora).

EFEITOS DIRETOS DA MÁ GESTÃO DO GOVERNO NEOSOCIALISTA/NEOCOMUNISTA

(Suspensão das Políticas Ativas de Emprego e Falta de Médicos no Alentejo)

Nesta crónica são apresentados dois temas da atualidade, bastante diferentes entre si, mas em que os efeitos da má gestão governamental (neosocialista / neocomunista) prejudicam claramente a nossa região.

 

1 – Suspensão das Políticas Ativas de Emprego

TROCA DE PALAVRAS DURAS EM DEBATE SOBRE O INTERIOR

O PSD propôs discutir o estatuto dos territórios de baixa densidade ontem na Assembleia da República mas o debate resvalou para uma troca dura de palavras protagonizadas por Luís Testa (PS), deputado eleito eleito por Portalegre e o próprio líder da bancada parlamentar do PSD, Luís Montenegro.

Páginas