Está aqui

Barragens

Culturas de regadio utilizam 75% da água em Portugal

O setor agrícola é responsável por 75% do total de água utilizada em Portugal, acima da média da União Europeia (24%) e mundial (69%), devido às culturas de regadio, segundo um estudo da Fundação Calouste Gulbenkian.

De acordo com agência Lusa, o estudo “O uso da água em Portugal – olhar, compreender e atuar com os protagonistas chave”, encomendado pela fundação ao C-Lab – The Consumer Intelligence Lab, revelou que esta percentagem está em linha com o que se verifica nos países mediterrâneos, como Espanha (79%) e Grécia (81%), o que acontece devido à existência de regadio.

Alqueva e barragens alentejanas atingem mais de 80% de capacidade

No último dia do mês de fevereiro verificou-se um aumento do volume armazenado em 11 bacias hidrográficas, comparativamente ao último dia do mês anterior, avança a Rádio Pax.

Segundo os dados publicados pelo SNIRH - Sistema Nacional de Informação de Recursos Hídricos, das 59 albufeiras monitorizadas, 36 apresentam disponibilidades hídricas superiores a 80% do volume total e quatro têm disponibilidades inferiores a 40%.

Barragens alentejanas vão ter melhores condições de segurança

O Governo homologou, esta terça-feira, 30 candidaturas que visam a elaboração de projetos e estudos ligados à melhoria das condições de segurança de barragens, num investimento público que ascende a mais de 1,2 milhões de euros.

Barragens do Baixo Alentejo aumentam a sua capacidade em janeiro

As barragens do Baixo Alentejo viram os seus volumes de água armazenada aumentar em janeiro, destacando-se a albufeira do Alqueva, cujo nível se fixou muito próximo dos 70%, no final do mês passado.

Resta menos de 10% da água na barragem Monte da Rocha, em Ourique

A Barragem do Monte da Rocha em Ourique está a levantar uma grande preocupação entre autarcas e sobretudo agricultores já que esta é de utilização predominantemente agrícola, por se encontrar com reservas de água de apenas 9,8%.